QR Code

O que é

Criado em 1994 pela Denso Wave para rastrear veículos durante o processo de fabricação, hoje os Quick Response Codes (QR Codes) estão sendo usados cada vez mais no mundo todo, é possível observá-lo em algumas ações publicitárias. Por exemplo, de vez em quando aparece em algum comercial na telinha do metrô aqui em São Paulo, já vi também em alguns banners por aí. Apesar de não ser tão comum no Brasil (e no mundo), no Japão você sempre encontra QR Codes em banners e revistas.

O QR Code nada mais é do que um código de barra 2D. Quer um exemplo? Na coluna ao lado há um QR Code com link direto para esta página, assim você pode acessar no seu celular e ler mais tarde.

O código de barras comum (esses de boletos, por exemplo) só contém informação na horizontal, já o QR Code armazena informação tanto na horizontal quanto na vertical. A diferença na capacidade de armazenamento de informações é brutal. Enquanto o código de barras comum é capaz de armazenar aproximadamente 20 dígitos, um QR Code pode ter centenas de vezes mais informação.

QR Codes podem conter diversas informações, como o endereço de um site, um texto, um número de telefone, entre outras informações. Quase todos os smartphones possuem ao menos uma app que utiliza a câmera do aparelho para escanear esses códigos de barra.

Gostaria de criar seu próprio QR Code? Existem muitos sites que o fazem gratuitamente, basta digitar a informação que deseja expor no QR Code. Esse site, por exemplo: http://qrcode.kaywa.com/

 

Vantagens do QR Code

– Um código pequeno pode conter muita informação;

– Pode conter vários tipos de dados (numéricos, alfanuméricos, byte/binário, kanji)

– Mesmo que o QR code esteja parcialmente danificado ou apagado, na maioria dos casos ainda dá para “ler”. Ao gerar um QR Code você pode configurar para que ele tenha até no máximo 30% de erro, o que vai gerar um QR Code com mais “quadradinhos”. Mais útil nos casos onde ele será impresso;

– Pode ser lido de qualquer ângulo ou direção (360º).

 

Apps gratuitas para seu smartphone
[iOS] QR Reader for iPhoneBy TapMedia Ltd:
http://itunes.apple.com/gb/app/qr-reader-for-iphone/id368494609?mt=8

[Android] Barcode ScannerZXing Team
https://market.android.com/details?id=com.google.zxing.client.android&hl=pt_BR

 

PS: Se souber de outras boas apps gratuitas, informe nos comentários :D

Itunes trava logo após abrir

Sintoma

Há mais de trinta dias meu iTunes começou a dar problema. Eu inicio o programa e nos primeiros cinco segundos eu posso clicar em qualquer coisa, depois ele trava. Tenho um Core i7 2600K @ 4.7GHz com 8GB RAM, é estranho algum programa travar assim. Achei que talvez fosse alguma operação no HD que estivesse paralizando o programa, mas não é o caso, o gabinete tem uma luz que indica atividade no HD, e nunca há nenhuma. Também não adianta esperar, já fui dormir e deixei o programa aberto, após oito horas ainda estava travado.

Tentei desinstalar e reinstalar tudo da Apple, não funcionou. Me certifiquei de ter apagado todos os arquivos, quando reinstalei até tive que aceitar novamente o contrato e recriar minha biblioteca. Funcionou até certo ponto, depois voltou a travar.

 

Solução

O que acontece é que o Apple Push (APSDaemon.exe) trava, aí o iTunes por sua vez também trava. Numa lida rápida, fiquei sabendo que ele é responsável pela sincronização wireless com o iCloud, como não uso este serviço, desabilitei o arquivo.

1) Inicie o Gerenciador de Tarefas (se apertar CTRL+ALT+DEL verá a opção)

2) Na aba Processos, encerre o processo APSDaemon.exe

3) Vá até a pasta C:\Program Files (x86)\Common Files\Apple\Apple Application Support e renomeie o arquivo APSDaemon.exe para APSDaemon.exe.bak

4) Clique no ícone do Windows (Iniciar) e na busca, digite msconfig – deverá aparecer um programa na lista acima, clique nele

5) Na aba Startup (Inicialização?) encontre o APSDaemon e desmarque a caixinha, para que o Windows não tente iniciá-lo (afinal o arquivo já não existe mais, o renomeamos no passo 3)

PRONTO! Agora posso usar o iTunes novamente. Aleluia aleluia aleluia aleluia!

 

Observações

Isso resolveu o MEU problema, pode ser que o seu seja algo ainda mais sinistro. Mas não custa tentar, não é?

Li em algum lugar que esse arquivo é responsável pela sincronização sem fio (Wifi Sync), mas aqui meu iPad está sincronizando com o iTunes normalmente pela wifi. A versão do meu iTunes é a mais recente (10.5.3.3) e meu iPad está no iOS 5.0.1. Pode ser que no momento que estiver lendo este post já existam novas versões, mas é possível que esta solução se ainda se aplique. Como eu disse, não custa tentar.

Você não precisa renomear o APSDaemon.exe e desabilitar na inicialização se não quiser, mas aí terá que ficar encerrando sempre através do Gerenciador de Tarefas. Sempre que abrir o iTunes, ele executa esse arquivo, aí você terá que encerrá-lo novamente ou o iTunes travará.