TIM: cobrança de dados mesmo com dados desativados

Os dados móveis estão desativados no celular e mesmo assim todos os dias a TIM debita dos seus créditos o uso? Pois é. Isso acontece porque na seleção de banda você possui LTE (4G) selecionado. Existe uma explicação muito boa para isso, mas não me recordo agora e não lembro mais onde li. Se souber ou tiver o link desta informação, por favor poste nos comentários.

Como resolver

Ative 4G nas redes móveis só quando quiser usar os dados móveis no celular. Não tem outro jeito. No Android, você vai em Configurações > Redes móveis e aí muda a seleção em “Tipo de rede preferencial” ou “Seleção de banda”. Dependendo da sua versão do Android, pode estar um pouquinho mais escondido. No Android Nougat do Galaxy S7 por exemplo, está em Configurações > Conexões > Redes móveis.

O problema com o software Games for Windows

Não sei se o problema é exclusivo do Windows 8, mas o problema começou a aparecer depois que passei a usá-lo. Alguns jogos no Steam (Street Fighter X Tekken, Grand Theft Auto 4, etc) requerem o cliente Games for Windows instalado no PC, se você não o tiver instalado, o próprio jogo instala. A versão instalada pelo jogo faz com que ele apresente erro e não inicie, no caso do Street Fighter X Tekken era reportado: “unhandled error occurred: (0xffffffff)”.

Solução

O instalador irá instalar o software necessário e a última versão do cliente “Games for Windows”. Se você está com problemas em jogos que usam o “Games for Windows”, vale a pena executar esses passos.

Netflix – Erro de DRM

Justamente quando fui demonstrar o Netflix para o meu pai, o negócio resolveu apresentar o tal Erro de DRM. Tentei no Firefox e no Chrome, mesma coisa.

Sintoma

Você consegue navegar pela lista de filmes, mas quando manda iniciar um vídeo, ele começa a carregar e é exibida uma mensagem de erro. A mensagem diz que é um erro de DRM e pede para verificar a data do computador. Como o Windows sincroniza a data pela internet, provavelmente a data do seu computador está correta. Se não estiver, corrija e veja se o problema persiste.

Solução

  1. Feche a aba ou janela em que a página do Netflix está aberta
  2. Em seu computador, vá até a pasta C:\ProgramData\Microsoft\PlayReady apague o arquivo mspr.hds

Nota: A pasta ProgramData é oculta por padrão. Se na barra de endereço você colocar o caminho todo e pressionar a tecla ENTER, irá direto para onde deve ir. Você também pode ir nas opções de visualização e optar por exibir pastas e arquivos ocultos.

Xbox 360 Wireless Receiver não é reconhecido

Problema

Queria usar no PC meus controles sem fio do Xbox 360, então importei da China o tal receptor sem fio. Paguei uns US$5 na época, levou uns 30 dias para chegar e quando finalmente chegou, não consegui fazer funcionar. Conectava na porta USB, a luz acendia, mas o Windows não reconhecia e os drivers que vieram não eram aceitos.

Solução

Atenção: Acredito que o procedimento é totalmente seguro, mas como é de prática comum, deixo claro que qualquer problema ocasionado em decorrer destes procedimentos é de sua responsabilidade. Se não quiser correr o risco, não execute os passos abaixo.

  • Vá em “Painel de Controle” > “Hardware e Sons” > “Gerenciador de Dispositivos”;
  • Em “Outros dispositivos” deverá ter um “Dispositivo desconhecido”. Se houver mais de um, é porque há outra coisa conectada no seu PC e ele não conseguiu instalar os drivers deste item, resolva primeiro o problema com o outro aparelho ou desconecte-o, para ter certeza de que o “Dispositivo desconhecido” apresentado é o receptor wireless que estamos tentando fazer funcionar;
  • Clique com o botão direito sobre o “Dispositivo desconhecido” e selecione Propriedades. Na janela a seguir, acesse a aba Driver e clique em “Atualizar Driver…”;
  • Na nova janela, clique em “Procurar software de driver no computador”, depois em “Permitir que eu escolha em uma lista de drivers de dispositivo no computador”;
  • Na lista, selecione “Periféricos do XBOX 360”;
  • Agora, basta selecionar “Xbox 360 Wireless Receiver for Windows” e clicar em Avançar;
  • Aparecerá um aviso dizendo que não é recomendável instalar o driver de dispositivo. Se quiser continuar mesmo assim, clique em “Sim” e o aparelho funcionará imediatamente.

 

E é isso! Parece meio complicado, mas o processo é muito simples, basta seguir passo-a-passo que não tem erro.

Observação

Se conectar em outra porta USB, provavelmente o Windows não irá reconhecer o aparelho, então você terá que executar estes passos novamente.

NEAR do Playstation Vita não encontra seu local?

Problema & Solução

Ganhei um Playstation Vita no natal, mas não podia usar o Near porque ele não conseguia encontrar meu local. Testei uma dica que funcionou imediatamente, aí vai:

[bulleted_list style=”check”]
  • Encontre o MAC Address do seu roteador sem fio;
  • Acesse o site Skyhook;
  • No site você deve preencher com o endereço de onde você está. Será exibido no mapa o local e o campo de latitude e longitude será preenchido automaticamente;
  • Digite o MAC Address do primeiro passo, coloque seu e-mail e digite as palavras do captcha.
[/bulleted_list]

Pronto! Você envia o formulário, o sistema do Skyhook atualiza o banco de dados deles e o seu Near passa a funcionar perfeitamente. No meu caso funcionou no mesmo instante, mas para algumas pessoas é preciso aguardar até 48 horas.

 

Algumas considerações extras

– O Near precisa ter permissão para acessar seu local. Se você executou os passos acima e não deu certo, no Vita, verifique se o Near tem permissão para acessar seu local (Configurações > Dados de localização > near);

– Se os passos acima não funcionaram, verifique se informou o MAC address correto. Em muitos modelos de roteador, o endereço MAC pode ser encontrado na parte de baixo do aparelho;

Xbox 360 sem áudio via HDMI

Problema

Conectado via HDMI, a imagem enviada pelo Xbox 360 estava perfeita, mas nada de áudio. No meu setup, o Xbox 360 está conectado ao meu home theater, e o home theater conectado na TV, por isso era ainda mais estranho ter vídeo, mas não sair o áudio.

Se está com um problema parecido, tente os passos a seguir, comigo funcionou perfeitamente.

 

Solução
[bulleted_list style=”check”]
  • No seu Xbox 360, vá em Configurações do sistema;
  • Dentro das Configurações do sistema, vá em “Configurações do Console” > “Vídeo” > “Configuração Automática de TV” e desative esta opção;
  • Aparecerá uma mensagem pedindo para reiniciar o console. Reinicie;
  • Se este era o seu problema, agora você terá áudio, mas o vídeo provavelmente está estranho, em resolução diferente. Vá de novo nas “Configurações do sistema” e ajuste o que for necessário, mas não ative novamente a “Configuração Automática de TV”.
[/bulleted_list]

E é isso! O que acontece é que nem sempre a TV ou home theater consegue enviar corretamente suas capacidades (resoluções suportadas, formatos de áudio aceitos, etc) para o Xbox 360, aí dá problema. Desativando a configuração automática, você poderá ajustar tudo manualmente. Isso pode inclusive ajudar a resolver problemas com a resolução exibida, caso o Xbox 360 não esteja exibindo na resolução correta do seu monitor ou TV.

Se isso não funcionar, conecte seu Xbox 360 a outro aparelho de TV e verifique se o áudio é enviado. Talvez seu sistema não seja compatível com Dolby Digital, se esse for o caso, escolha Estéreo Digital.

Se a imagem é exibida perfeitamente, acho difícil ser problema do cabo HDMI, então teste com o cabo HDMI de algum amigo antes de sair comprando um cabo novo.

Caso tenha solucionado seu problema de outra forma, compartilhe nos comentários! Com certeza será útil para alguém com o mesmo problema.

Como remover as imagens do Picasa em seu Android

Se tem uma coisa que detesto no Android é que ele sempre sincroniza com meus álbuns no Picasa. Mesmo indo em “Contas” e desativando a sincronização, as imagens continuam lá na app “Galeria”. Se você quer remover as imagens do Picasa do seu celular sem ter que apagá-las do Picasa, aí vai a dica:

[bulleted_list style=”check”]
  • Vá em “Configurações” > “Contas” > “Google”
  • Desmarque a opção “Álbuns do Picasa” (talvez você tenha que clicar em seu email para aparecer esta opção)
  • Agora volte e vá em “Configurações” > “Gerenciador de aplicativos” > “Todos”
  • Procure na lista o aplicativo “Galeria”
  • Ao encontrá-lo, clique no botão “Limpar dados”
[/bulleted_list]

Pronto! As fotos tiradas no celular e outras imagens permanecerão no celular, mas todos os álbuns do Picasa desaparecerão da galeria.

Utilizei o Android 4.1.1 como base, talvez os menus no seu celular estejam com outro nome.

HBO ou Telecine?

Quando decidi contratar o serviço de TV por assinatura apareceu a dúvida: escolho um pacote com Telecine ou HBO? O pacote com ambos geralmente fica acima do que queremos gastar.

Procurei na internet e encontrei vários posts de pessoas com a mesma dúvida que eu tinha, mas não encontrei nem uma resposta que realmente fosse útil. Aproveitando meu post anterior sobre TV por assinatura, decidi escrever este falando especificamente sobre os canais HBO e Telecine.

Quando assinei, escolhi o pacote com o HBO, acreditando que este exibia mais filmes recentes e sucessos de bilheteria. No fim, percebi que quase nem assistia os canais HBO, simplesmente porque nada me chamava a atenção. De vez em quando aparece algum filme legal no Max HD. Nos canais HBO SD não sei bem o que é exibido, só fico nos canais HD.

 

Prós e contras de cada um

Há quem diga que só pelo seriado Game of Thrones, HBO já vale a pena. O seriado parece mesmo interessante, mas quando assinei acho que já estava na segunda ou terceira temporada, aí você tem que esperar até começarem a reprisar a primeira temporada.

Nesses canais não me recordo de nenhum comercial após o início do filme, somente entre um filme e outro. Isso é bom e ruim, já que se você quiser uma pausa rapidinha para ir ao banheiro ou beber água, irá perder um pouco do filme. Eu sou daqueles que sai na hora que parece menos interessante, mas quando volto percebo que algo importante aconteceu e fico sem entender parte do filme.

Agora, uma coisa muito chata mesmo é que eles exibem a legenda, quer você queira ou não. Eu prefiro filmes com o áudio original, então isso não me atrapalha já que iria precisar das legendas, mas quem prefere ver filmes dublados, terá que aceitar as legendas ali na tela. Mesmo sem querer, você vai prestar atenção na legenda e ler um pouco de vez em quando. Aliás, a legenda não é a transcrição da versão dublada, você verá que o que estão falando não é exatamente o que está escrito na legenda. Minha mãe não está muito acostumada com filmes legendados, então preferia que ela pudesse assistir sem as legendas atrapalhando.

Estava um pouco insatisfeito com o HBO e decidi assinar um pacote com o HBO e o Telecine. Sinceramente, o Telecine é muito melhor. Esse problema de legendas não ocorre nos canais Telecine, quando há legenda, posso desativar se eu quiser. Outra coisa legal é que há um intervalo de 2 minutos no meio do filme, e eles deixam na tela um timer indicando quanto tempo falta para continuarem a exibição dele.

Sei que a qualidade da programação pode variar, mas no geral, no Telecine são exibidos filmes melhores. Hoje é sexta-feira, estou escrevendo este texto nove da noite. Neste horário muita gente chegou em casa cansado, quer assistir um filme legal e descansar no sofá. Vejam o que está sendo exibido no HBO HD e Telecine HD:

Telecine Premium HD
Agora: Rio (aquele filme dos pássaros no Brasil, é legal para a molecada)
A seguir: Atividade Paranormal 3

Telecine Action HD
Agora: Alien vs Predador 2
A seguir: O Cativeiro

Telecine Pipoca HD
Agora: Atividade Paranormal 2
A seguir: Capitão América: O Primeiro Vingador

HBO HD
Agora: FDP (seriado brasileiro)
A seguir: FDP (outro episódio). Depois dele, um episódio do seriado Treme.

Max HD
Agora: Harry Potter e as Relíquias da Morte (Parte 1)
A seguir: FDP (dois episódios seguidos)

O Max HD é citado porque na SKY só está disponível com o pacote HBO. Como podem ver, são 3 canais HD do Telecine contra 2 do pacote HBO, só isso já conta muito. Não citei a programação dos canais SD porque não assisto e ocultei aqui na guia de programação, também são canais demais para comentar. Mesmo sem incluir os canais SD, acho a comparação justa.

Ah! Esse negócio das legendas não vale para os canais SD. Nos canais Telecine HD você pode ocultar a legenda, mas nos canais SD, não. Isso ocorre nos aparelhos da SKY que tenho aqui, não sei se em outras empresas está disponível legenda eletrônica para estes canais.

 

Conclusão

Se eu fosse assinar hoje, com certeza escolheria o pacote Telecine. Com os dois pacotes aqui, raramente assisto algo do HBO ou Max HD.

 

Ainda vale a pena ter TV por assinatura?

A internet evoluiu muito de uns anos para cá. As pessoas ficaram muito mal acostumadas, é fácil baixar temporadas inteiras do seu seriado favorito (com qualidade HD), para assistir quando der vontade. Filmes você pode alugar em DVD/blu-ray, muitas pessoas baixam na internet. Até mesmo desenhos dublados em português você encontra por aí (apesar de não ser muito fácil encontrá-los). Recentemente pensei: será que vale a pena eu contratar um serviço de TV por assinatura?

Minha afilhada passa as tardes aqui em casa e gosta de desenhos, minha mãe gosta de ver novela de vez em quando. Eu adoro documentários, principalmente sobre civilizações antigas. Resolvi então assinar o pacote HD da SKY. Foi aí que vi que estou realmente mal acostumado. Sempre assisti filmes e seriados em HD/full HD, mas a maioria dos canais da SKY apresenta qualidade SD. E não se engane, esse SD não é algo como “Super Definition”, significa “Standard Definition”,  a resolução é de apenas 480i. HD (High Definition) é 720p, full HD é 1080p. Aliás, esse “i” e “p” após o valor numérico representam “interlaced” e “progressive”. Google it.

Assistir os canais em SD não é muito interessante. Em canais de desenho, você não nota tanto a perda de qualidade, mas em imagens mais complexas, como em filmes e seriados, é outra história. Se você tem uma TV de tubo, nem vai notar a diferença, aliás, a imagem fica perfeita. No meu quarto tenho uma LED de 47″, minha mãe tem uma LED de 40″ no dela. Na minha TV, por ser maior, as imperfeições na imagem dos canais SD é muito notável, na TV da minha mãe fica mais próxima do aceitável. Isso porque nas duas TVs deixei a melhor configuração possível para estes canais, utilizando opções de redução de artefatos na tela, desabilitando contraste dinâmico, etc. No fim, acabo ficando apenas nos canais HD e no Cartoon Network.

Até aqui, tudo bem, já que os canais que mais assisto estão em HD. O maior problema é ter horário para assistir as coisas. Há muitos anos eu não assistia TV, só coisas que baixava. Agora, se eu quisesse assistir meu desenho favorito, precisava ficar de olho no horário para não perdê-lo. Aí é que complicou, amigo. E quando eles anunciam que um documentário legal vai passar daqui dois dias? Quem é que lembra de ligar a TV no dia e horário certo?! Tem que agendar no celular, pra ele te avisar de ligar a TV. O receptor SKY tem a opção de mudar para o canal no dia e horário agendado, mas se você não estiver assistindo a TV, de nada adianta.

Também é chato quando termina um episódio do seriado e você quer ver o próximo. Dependendo do canal, só vai rolar na semana que vem. Baixei LOST e virei madrugadas assistindo, era um episódio atrás do outro. Fico imaginando como seria chato ter que esperar para ver o próximo episódio.

Ah! Os canais HD não exibem a mesma programação de sua versão SD! Por exemplo, o que está passando no canal History não é a mesma coisa que está passando no History HD. Tem muita coisa boa que só passa na versão SD dos canais HD, talvez os programas sejam antigos e não tenham versão HD, não sei. O pior é que ao colocar em um canal SD que tem versão HD, o aparelho exibe na tela “Aperte O para assistir este canal em HD”. Você espera continuar assistindo o que estava vendo, mas lá está passando outra coisa.

Outra coisa chata: canais de filme que só passam filmes dublados. Tem quem goste, mas eu sempre preferi a versão original, com legenda. Aliás, uma má notícia também para quem gosta de filme dublado: alguns canais de filme exibem a legenda em português sobre a imagem, mesmo se você estiver assistindo dublado em português, e não dá pra ocultar a legenda. Nesses casos, você pode mudar o áudio para o original. O ruim de assistir o filme dublado com as legendas aparecendo é que distrai muito, você acaba lendo o que está escrito.

Quando assinei, pedi o pacote HD com os canais HBO. Por 2 meses, raramente assisti alguma coisa nele. Vez ou outra aparecia um filme legal no Max HD. Decidi mudar de pacote, queria o combo HD com os canais HBO e Telecine. Neste pacote você tem direto a um aparelho SKY HDTV Plus, que permite gravar a programação. Foi aqui que o negócio começou a valer a pena.

 

SKY HDTV Plus

Depois de pegar meu pacote com o SKY HDTV Plus, minha experiência mudou totalmente. Agora não assisto nada em tempo real, gravo tudo! E é fácil, basta encontrar o programa no guia e configurar para gravar todos os episódios dele. Assisto o que quero e  quando quero, como já estava acostumado. O melhor de tudo é que posso avançar os comerciais nos programas que gravei. Poxa, quem é que aguenta ver mil vezes os mesmos comerciais falando da programação do canal? Em alguns casos já tinha até decorado as falas dos comerciais.

O aparelho também permite controlar a exibição em tempo real. Está assistindo a novela e precisa atender o telefone? Só apertar o botão de pausa. Depois você dá o play e continua de onde estava. Passou uma cena que você não entendeu direito o que disseram ou alguém te distraiu e você não viu o que aconteceu? Só apertar o botão de retrocesso. Ah! Você só pode pausar e retroceder na programação em tempo real, não dá pra você avançar. Muito útil em canais de filme como o Max HD, que não possui comerciais no meio do filme.

Mas nem tudo são flores, já dizia meu pai. Programei para gravar Seinfeld e depois de um tempo vi que não estava mais gravando os episódios. Motivo: no guia, o título do programa era Seinfeld 5ª temporada, logo, quando esta temporada encerrou e começaram a exibir a próxima, o título no guia mudou para Seinfeld 6ª temporada. Isso bastou para que eu perdesse vários episódios da “nova” temporada :(

Este aparelho HDTV também é bem mais lento que o HDTV comum. A lista de programas gravados é bem lentinha também, principalmente se tiver muitos itens.

Pesquisei outras empresas que oferecem TV por assinatura e vi que a NET também tem um aparelho que permite gravar a programação.

 

Vale a pena ou não?

É difícil dizer, cada pessoa é um caso diferente. O legal é poder assistir um filme ou ver desenhos e documentários sem ter que esperar baixar.  O ruim é que nem sempre tá passando algo que você queira assistir. Se você tem crianças em casa, acho legal assinar porque há vários canais só com programação infantil. Ajuda a distrair minha afilhada hahaha

Se você está mal acostumado como eu, acho que só vale a pena se você puder gravar a programação, ou se pelo menos pegar o pacote com canais HD.

No geral, acho caro. Se não me engano, atualmente pago R$250 mensais neste pacote da SKY. Uso 3 pontos, mas só um é HDTV Plus (que permite gravar). Entre os outros dois, um é HD comum e o outro é SD (não exibe a programação dos canais HD, não tem saída HDMI, usa RCA). Acho que por este valor, pelo menos todos os pontos deveriam ser HD. A Embratel (agora é Claro?) possui soluções mais baratas, mas quando liguei, disseram que apenas um ponto é HD, os demais SD. E nem tinham disponível o pacote que eu queria assinar (queria assinar o pacote com todos os canais).

Existem alternativas mais baratas, como o Netflix (na data de hoje, custa R$15 mensais). Com ele você pode assistir o que quiser, na hora que quiser (desde que o conteúdo esteja no catálogo, claro). Ouvi falar que você precisa de internet com pelo menos “4 megas” para assistir filmes e seriados em streaming com qualidade HD. Aliás, tem muito conteúdo HD no Netflix cuja imagem é melhor que a de alguns canais HD na SKY. O problema é que o conteúdo do catálogo é um pouco antigo, também demoram para atualizar os seriados com novas temporadas. Estava assistindo um seriado no Netflix e eles removeram do catálogo porque a licença de exibição expirou, mas uns 30 dias depois trouxeram de volta. O Netflix compensa só porque é um serviço muito barato.

Aqui na minha região, a velocidade máxima que consigo contratar para a internet é “4 megas”. Se na sua região você pode contratar velocidades maiores, eu investiria o valor em uma internet mais rápida, ao invés de contratar o serviço de TV por assinatura.

Philips SHE9000 fones de ouvido intra-auriculares

Apesar da minha recente decepção com fones da Philips, decidi dar outra chance para a marca e comprar um modelo intra-auricular para usar na rua. Optei pelo modelo Philips SHE9000 e tive uma agradável surpresa, o áudio é melhor do que eu esperava!

Já comprei e testei fones intra-auriculares de várias marcas e faixas de preço, até agora o melhor custo x benefício foi este. Aqui no Brasil o valor gira em torno de R$80, mas eu importei três e paguei cerca de R$120 nos três, incluindo o frete.

Quem gosta de ouvir dubstep, rap e outros gêneros onde o bass é essencial, não ficará desapontado com o SHE9000. Até o momento, este é o fone intra-auricular com grave mais pesado que já testei. No iPhone e iPad talvez você não sinta tanto o peso dos graves, mas conecte no seu PC e ajuste o equalizador do seu player para sentir o verdadeiro potencial deste fone. No meu celular Android, uso o PowerAMP. O equalizador dele é poderoso, entrega os graves mais pesados possíveis sem distorcer o som. No iPad o som é mais equilibrado, só senti o peso dos graves em poucas músicas, aquelas que realmente puxam o bass ao extremo.

Os graves são tão pesados, que em algumas músicas chego a fica com dor de cabeça. Eu costumava configurar o equalizador para aumentar os graves em 70%, mas com este fone, acabei reduzindo para 50%.

Como todo fone projetado para um extra bass, o som pode parecer um pouquinho abafado, mas os médios e agudos estão bem presentes. Testei com diversos gêneros musicais e pude notar a presença de todos os instrumentos. Em uma música com muito grave, usando meu fone antigo eu quase nem ouvia a cantora, só ouvia um bass pesado, alguns instrumentos e lá de fundo, bem baixinho, a voz da cantora. Com o SHE9000 os graves estão ainda mais fortes e eu consigo ouvir ela cantando.

Outro ponto forte do Philips SHE9000 são os protetores, aqueles “caps” que vão na sua orelha. Além do que já vem no fone, há outros dois tamanhos, um grande e outro pequeno, todos feitos de silicone. O destaque porém é para o terceiro protetor extra, o protetor de espuma. É feito de material muito macio e se adapta ao seu contorno da sua orelha, criando um isolamento de ruído perfeito. Para ser sincero, acabei tirando os protetores de outro fone meu e coloquei no Philips, pois nenhum dos protetores de silicone encaixou legal na minha orelha e eu não quis usar o protetor de espuma. Se eu perder este protetor que coloquei, com certeza usarei o protetor de espuma que veio com o Philips.

Todos nós sabemos que fones intra-auriculares sofrem daquele velho problema: um lado para de funcionar ou o fio do plug começa a dar mal contato. Ainda não sei por quanto tempo este modelo aguentará, mas assim que ele der problema, volto aqui para informar.

Atualizado: 30 de Outubro de 2012 e os fones continuam funcionando perfeitamente, apesar de já ter sofrido alguns puxões (sabe quando você está usando o fone, o fio prende em algum lugar e os fones são arrancados da sua orelha?)

Concluindo, acredito que o fone vale sim o investimento, principalmente se puder importá-lo. É o fone com melhor custo x benefício que comprei.

Se alguém tiver uma recomendação melhor, informe o modelo nos comentários! Mas não vale citar fones de US$100~US$200 dólares cada, queremos encontrar o melhor fone pelo menor preço.

 

Prós
[numbered_list style=”number-pad”]
  1. Graves fortes, perfeito para quem ouve rap, dubstep, funk e outros gêneros onde os graves são essenciais
  2. O protetor de espuma garante um encaixe perfeito, é mais confortável e reduz ainda mais o ruído externo
  3. Sistema simples para evitar que os fios enrolem
  4. Estrutura de metal por um preço acessível (outros fones com a mesma estrutura custam muito mais)
  5. O fone esquerdo possui pequenas saliências, assim dá para saber qual é o direito e o esquerdo só em tocá-lo, não precisa ficar procurando as marcações “L” e “R”.
  6. Design bonito
[/numbered_list]

 

Contras
[numbered_list style=”number-pad”]
  1. Os protetores de silicone não encaixaram bem na minha orelha, poderia usar o protetor de espuma mas optei por usar o protetor de outro fone intra-auricular que possuo
  2. A metade inferior do fio é revestida com nylon, mas a parte de cima é revestida com borracha. Essa parte de cima parece um pouco frágil.
  3. Poderia vir com um saquinho para guardá-lo
[/numbered_list]

 

Página oficial do produto: http://www.philips.com.br/c/fones-de-ouvido/she9000_10/prd/

 

[styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-RTP-global-001_lowres.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-RTP-global-001_lowres.jpg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”right” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-D1P-global-001_lowres.jpg” lightbox=”yes” alt=”Protetores de espuma”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-D1P-global-001_lowres.jpg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-D2P-global-001_lowres.jpg” lightbox=”yes” alt=”Protetores de silicone”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-D2P-global-001_lowres.jpg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”right” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-D3P-global-001_lowres.jpg” lightbox=”yes” alt=”Encaixe em L”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-D3P-global-001_lowres.jpg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-A1P-global-001_lowres.jpg” lightbox=”yes” alt=”Sistema para evitar que os fios enrolem”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHE9000_10-A1P-global-001_lowres.jpg[/styled_image]

 

Philips SHL9560 Fones de ouvido com alça

Por causa dos drivers de 40 mm e alguns reviews positivos que encontrei pela internet, decidi comprar o fone Philips SHL9560 para assistir meus filmes em casa, visto que o design não me agrada para usar na rua.

Ao tirá-lo da embalagem e testá-lo pela primeira vez, pensei que o produto tinha vindo com defeito, de tão grande a minha decepção com a qualidade do som. Com alguns ajustes no equalizador do seu sistema, o som passa a ser aceitável, mas não mais que isso. Não recomendo para uso no iPod ou iPhone, visto que o equalizador é muito “genérico”, não dá para ajustar do jeito que este fone precisa. Testei no iPad (3ª geração), no Galaxy SII (PowerAMP), na saída de áudio da mobo ASUS P8P67 Deluxe, no Nintendo 3DS e PSP. Não tenho AMP para usar com ele e testar, mas a maioria das pessoas usam sem, então acho válida minha opinião sobre o produto.

Os graves são fracos, muito fracos. Ouço todo tipo de música (R&B, clássica, rap, Dubstep, Hardcore, etc). Se você ouve Rap, Dubstep e música eletrônica em geral, não recomendo este fone. Não tem o chamado “punch”, o “boom” nos graves. O som é um pouco abafado, mas tem agudos bem definidos, você nota alguns instrumentos que muitas vezes passam desapercebidos. Já os graves quase não são notados. O fone se saiu melhor com música clássica, ouvindo algumas músicas pude notar bem o piano e o violino.

O fone é bastante confortável e reduz consideravelmente o ruído ambiente. Em volume moderado, o som não vaza muito dos fones.

Apesar do preço, acompanha apenas um saquinho de tecido para colocá-lo e levá-lo com você, útil apenas para evitar que ele arranhe em sua bolsa ou mochila. Não é a proteção ideal, mas o saquinho é bonito e parece bem feito.

O SHL9560 não parece ser frágil, apesar de eu não confiar muito na alça.

É difícil falar sobre o som de um fone, visto que os padrões e preferências variam de pessoa para pessoa. Na minha opinião, se este fone custasse R$30 seria uma boa aquisição por causa da qualidade do material, mas existem fones muito melhores na faixa de preço atual dele (R$200).

Resumindo em uma só frase: não comprem.

Página oficial do produto: http://www.philips.com.br/c/fones-de-ouvido/alca-flexivel-shl9560_10/prd/

 

[styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHL9560_10-RTP-global-001_highres.jpg” lightbox=”yes” alt=”SHL9560″]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHL9560_10-RTP-global-001_highres.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”right” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHL9560_10-U1P-global-001_highres.jpg” lightbox=”yes” alt=”SHL9560″]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/08/SHL9560_10-U1P-global-001_highres.jpg[/styled_image]

Line – Converse de graça com seus amigos

Quero apresentar o Line, uma ótima app disponível para iPhone, Android e Windows Phone. É concorrente direto dos já famosos WhatsApp e Viber. Não vou fazer uma análise completa, só quero mostrar os pontos principais desta app.

 

O que é?

É uma app para troca de mensagens, mas não é como um SMS, é melhor. Primeiro, ao enviar SMS você paga por SMS enviado, se for para outro país, paga bem mais caro. Segundo, nos SMS o limite de caracteres é muito baixo, se você usar caracteres especiais (letras acentuadas, por exemplo), isso é reduzido ainda mais. O Line precisa de internet para funcionar, mas por enviar as mensagens pela internet, você não paga por mensagem enviada e até onde sei, não tem limite de caracteres por mensagem. Não importa se o seu contato está em outro país, vocês podem trocar mensagens sem problemas usando o Line, sem custos adicionais. Além de mensagens de texto, você pode enviar fotos, mensagens de voz e fazer chamadas de voz, tudo gratuitamente.

Por que usar o Line, se já uso WhatsApp – Viber – Outros?

 

[numbered_list]
  1. Tem tudo o que o WhatsApp e Viber possuem. Você pode compartilhar fotos, vídeos, sua localização, gravar e enviar uma mensagem de voz e criar um chat em grupo;
  2. É gratuito e não tem propagandas. Você pode instalar no iPhone, Android e Windows Phone sem pagar nada (o WhatsApp custa US$1 no store do iPhone);
  3. Uma das principais vantagens: depois de instalar no celular, você pode instalar o Line no PC e Mac também! Quantas vezes você tá na frente do computador, respondendo mensagens no celular através do WhatsApp e Viber? Por que não digitar no PC, que é muito mais rápido e conveniente? Ah! As mensagens ficam sincronizadas no PC e no seu celular, você pode sair e continuar a conversa de onde parou. Com esta praticidade, o Line me ganhou! :)
  4. O Line pode fazer chamadas de voz para outra conta Line, testei e funcionou muito bem no 3G. O sinal da TIM é ruim quando minha amiga está em casa, então quando não consigo falar com ela ligando diretamente, faço uma ligação através do Line para a conta dela e conversamos de boa;
  5. Já possui mais de 70 milhões de usuários em todo o mundo. Na Ásia já é um dos mais usados;
  6. Para adicionar alguém, basta seu amigo ler seu QR Code, ou ambos podem abrir o Line, ir na opção de adicionar e agitar o celular. Assim como nas apps concorrentes, ele adiciona automaticamente as pessoas da sua agenda que já possuem o Line instalado;
  7. Além de vários emoticons, o Line também tem Stickers, que são “emoticons mais expressivos”.
[/numbered_list]

 

No meu celular, o Line se mostrou mais leve que o WhatsApp. E você não precisa desinstalar o WhatsApp ou suas outras apps de troca de mensagem, mas acho interessante instalar o Line também. Estou vendo muita gente da minha lista de contatos migrar para o Line.

 

Você pode encontrar mais informações e os links de download no site oficial: http://line.naver.jp/en/

Estação de Musculação – BFMG20

A academia que eu frequentava fechou e eu precisava de algo para me exercitar. Decidi comprar uma estação de musculação e estava cheio dúvidas. Há muitas marcas, muitos modelos e os preços variam bastante.

Quando fui escolher a minha, meu requesito básico era que ela tivesse pelo menos 70Kg em pesos. Na época, a maioria tinha apenas entre 35Kg e 40Kg, então foi um pouco difícil encontrá-la. Algumas possuem pouco peso, mas aumentam a carga usando um sistema de polia multiplicadora. Não sei bem como funciona e preferi não arriscar.

A estação de musculação BFMG20 é bem robusta, em alguns exercícios uso toda a carga do aparelho e me sinto seguro, não parece que a estação vai quebrar. Ela possui 150 libras (68 Kg) em pesos e permite fazer muitos exercícios. Consigo trabalhar bíceps, tríceps, antebraço, costas, peito, coxa,  etc. É bem completo!

Na época, paguei cerca de R$2.200,00. Hoje há novos modelos no mercado e parece que o preço caiu bastante! Vi algumas interessantes por R$1.800,00.

Compensa comprar? Compensa. Considero uma ótima aquisição, recomendo e compraria novamente. Quando está chovendo ou muito frio, dou graças a Deus por poder fazer meus exercícios em casa, mas é preciso muita disciplina para não deixá-la encostada e usá-la apenas para pendurar roupa. Isso acontece com todo mundo, comigo não foi diferente. Só agora estou voltando ao ritmo antigo.

Não recomendo a compra se você nunca frequentou a academia. Na academia o instrutor te passa toda a informação necessária para que você faça os exercícios corretamente. Se não usá-la apropriadamente, o exercício não irá trabalhar corretamente os músculos que deseja e também pode causar lesões!

Assim como na academia, com o tempo você vai se acostumando com os pesos e vai aumentando a carga. Em alguns exercícios eu já uso todos os pesos da estação de musculação e não dá para adicionar mais. Colocar mais pesos no aparelho pode romper o cabo de aço ou danificar o aparelho, ou seja, vai chegar o dia que você terá que voltar para a academia e a estação de musculação será mais usada nos dias que não puder ir até lá, para você não “enferrujar”.

A única coisa que tenho a reclamar desta estação de musculação é a dificuldade para montar. Sozinho, levei um dia e meio para montá-la. Para você ter uma idéia, este é o diagrama geral da montagem (há outras páginas mostrando passo a passo):  http://twitpic.com/4jp9w3

 

 

[styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/Best-Fitness-BFMG20-Sportsmans-Gym1.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/Best-Fitness-BFMG20-Sportsmans-Gym1.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/00616304000_20090310174716244_1236730804690.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/00616304000_20090310174716244_1236730804690.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/B001IHOA1E.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/B001IHOA1E.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/bfmg20_low_row_large.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/bfmg20_low_row_large.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/bfmg20_pec_dec_large.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/bfmg20_pec_dec_large.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/bfmg20_standing_curl_large.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/bfmg20_standing_curl_large.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/bfmg20-bsp-3.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/bfmg20-bsp-3.jpg[/styled_image]

Poltrona Massageadora Shiatsu – Relaxmedic

Faz tempo que eu queria falar dessa poltrona, mas na correria diária, sempre esqueço aqui do blog. Sorry!

Comprei essa poltrona há mais de um ano, creio. Ela é bonita, o preço é razoável e a massagem que ela faz é até boazinha. Também é super fácil de montar. Por ser reclinável, dá para ficar bem confortável. Infelizmente, nem tudo é positivo.

Na caixa da poltrona há uma imagem de uma moça sentada na poltrona, em frente à mesa do computador. Passa aquela idéia de que dá para usar continuamente, trabalhar no computador e quando estiver cansado, ligar a massagem por alguns minutinhos e relaxar. Não é bem assim.

Algumas das peças que a poltrona usa na massagem ficam muito desconfortáveis com o tempo. O material interno fofinho começa a achatar e você percebe cada vez mais as peças em suas costas. Se quiser usar esta poltrona uns 15 minutinhos por dia, pode comprar! Se quer uma poltrona pra ficar duas horas reclinado assistindo filme, esta poltrona não serve.

Eu sabia que não se pode ficar por períodos prolongados no modo de massagem, mas não sabia que o acabamento interno dela era assim tão “frágil”, a ponto de ficar desconfortável com o tempo.

Estou buscando outra poltrona, de outra marca, para usar reclinado enquanto assisto meus filmes e usar o modo massagem nos dias mais estressantes. Poderia comprar um móvel para cada finalidade, mas não tenho espaço.

Resumindo, estou insatisfeito com o produto. Não recomendaria, não compraria novamente e não pretendo comprar outros produtos desta marca.

 

[styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/21632063_4.jpg” lightbox=”yes” alt=”Imagem da poltrona”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/21632063_4.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/21632063_5.jpg” lightbox=”yes” alt=”Outra imagem da poltrona :P”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2012/05/21632063_5.jpg[/styled_image]

LG Adaptador Wireless AN-WF100 (Wi-Fi Dongle)

Meu adaptador wireless LG AN-WF100 finalmente chegou e não esperei para colocá-lo em teste.

Já vi muita gente reclamando do adaptador, afirmando que “não presta”, mas de acordo com os meus testes ele funciona perfeitamente.

Existem dois problemas. O primeiro é com o Plex (Media Link). Ao tentar rodar o vídeo pelo Media Link, ele travou um pouco de vez em quando. Rodando o mesmo vídeo pelo DLNA, não houve nenhum problema.

O segundo problema é que a maioria das pessoas usam roteadores antigos, que só trabalham com os padrões 802.11b e 802.11g. O adaptador suporta 802.11b, 802.11g e 802.11n. Quando seu roteador wireless envia o sinal “g”, o adaptador o recebe normalmente, mas a velocidade não permite que você assista filmes full HD (1080p).

Se quiser mesmo usar o adaptador, compre um roteador wireless que suporte 802.11n. Usando o padrão “n”, você terá até 300 Mbps de velocidade de dados, contra os 54 Mbps do padrão “g”.

Se o seu roteador suporta o padrão “n”, tente conectar seu computador diretamente nele usando um cabo de rede. Tenho um adaptador wireless no meu computador, mas mesmo sendo padrão “n” o vídeo ficava travando na TV. Conectei o PC diretamente no roteador e o problema desapareceu.

Caso ainda tenha problemas, verifique se nas configurações do roteador há alguma coisa limitando a velocidade de transmissão. Pode haver também problema de “congestionamento” da rede, se outros aparelhos conectados na rede estiverem trocando arquivos pesados, a concorrência pode afetar o desempenho da transmissão de dados entre o seu PC e a TV.

Lembre-se que é o seu computador que está enviando o vídeo, evite utilizá-lo enquanto estiver assistindo filmes pesados.

As configurações de economia de energia no seu PC também podem interferir. Procure este menu n Painel de Controle do Windows e mude para “Performance”.

Existem muitos modelos de roteador, muitas configurações possíveis e diferentes esquemas de rede. Se você seguiu minhas dicas e ainda assim está com problemas para assistir seus vídeos na TV, lamento, não posso te ajudar.

Para deixar registrado, estou usando o roteador TP-LINK TL-WR941ND. O adaptador wireless que usei no computador e tive que remover é o TP-LINK TL-WN821N. Comprei os dois no Mercado Livre. Incluindo o Sedex, tudo ficou por apenas R$169 (o roteador, sozinho, custa R$109).

Esta é a informação resumida do arquivo de vídeo que usei no teste, rodou perfeitamente via DLNA:

Format : Matroska
Format version : Version 2
File size : 17.9 GiB
Duration : 2h 41mn
Overall bit rate : 15.9 Mbps

Nota: esqueci de mencionar um ponto muito importante! Se você usa o Plex, não marque a opção de converter áudio DTS para estéreo. É um processo incrivelmente pesado, para converter em tempo real um filme full HD, aqui foi preciso um Core i7 (4 núcleos, 8 cores) em overclock para 4.4Ghz. Só assim o filme rodou sem ficar dando buffer (isso cabeado com RJ-45, nem estava sendo transmitido pela rede sem fio!). Converta previamente o áudio para AC3 (Dolby Digital), o processo leva 10 minutos e você não perde as informações dos canais (se era 5.1, continua 5.1).

LG Cinema 3D (47LW5700)

TVs com 3D passivo estão com preços estão cada vez mais acessíveis, por isso aproveitei uma promoção no FastShop e comprei uma LG Cinema 3D 47″ 47LW5700, já com o Magic Motion incluso.
Antes de comprar eu queria saber mais sobre o aparelho, queria obter mais informações para ver se compensava o investimento. Depois de comprar, tinha dúvidas sobre o funcionamento de algumas coisas. Li centenas de páginas (literalmente) em diversos fóruns, agora que sei mais sobre a TV decidi criar este post para contar minha experiência, as vantagens e desvantagens, assim como responder as principais dúvidas que surgem nos fóruns e oferecer a solução para os problemas mais comuns. No finalzinho há algumas dicas para aproveitar melhor sua TV. Atualizarei este post conforme achar necessário.

Agradeço ao pessoal do HT Fórum, antes de comprar a TV fui tirar minhas dúvidas com eles. Lá aprendi boa parte do que está escrito aqui! Valeu, galera!

 

Firmware atual:  05.00.11

Você pode forçar a verificação indo em HOME > CONFIGURAÇÃO > SUPORTE > ATUALIZAÇÃO DE SOFTWARE.

Instruções caso vá instalar um firmware baixado do site da LG:
Baixe o zip, formate um pendrive e crie uma pasta com o nome LG_DTV. Coloque o arquivo extraído do zip dentro dessa pasta, e,  com a TV desligada, plugue o pendrive no USB e siga as instruções na tela.

Acredito que o firmware é o mesmo para toda a série LW5700, mas aí vai a página de suporte de cada TV, lá tem os links para download do manual e do firmware:

Link para baixar o firmware da 47LW5700

Link para baixar o firmware da 42LW5700

Link para baixar o firmware da 32LW5700

 

Resumo da minha experiência

*Este trecho é opcional, você pode pular direto para os prós e contras.

Estou com a TV há menos de uma semana e até agora gostei bastante do aparelho. Estava com uma Philips 40″ full HD e achei a imagem dessa LG melhor, tanto para conteúdo HD quanto para conteúdo SD.

Foi fácil instalar e organizar minha biblioteca de vídeos no Plex em meu PC, assim como fazer o Media Link da TV conectar a ele. É muito bacana navegar pelo Media Link e ver seus filmes com capa, título, sinopse e background. Não tive problemas para rodar meus filmes, animes e doramas no Media Link (Plex) ou via DLNA. O maior inconveniente é que a TV não suporta áudio DTS, então você precisa converter para AC3 (Dolby Digital).

Encontrei nessa TV os mesmos recursos que tinha na Philips, estava preocupado pois alguns desses recursos eu curtia bastante e não queria perdê-los. Contraste dinâmico, TruMotion, realce de cores, está tudo aqui. Os acho essenciais para realçar a imagem do vídeo e deixá-lo mais fluído. Na LG também existe um modo avançado para calibrar a imagem, para que o nível de cor, brilho e contraste fiquem adequados.

Para quem é assinante do Netflix, a TV vem com uma app perfeita. Basta entrar em sua conta e navegar pelos filmes, podendo selecionar o áudio e legendas. A qualidade do vídeo ficou muito boa. Ela também tem apps do TerraTV Store e Net Movies, mas não sou assinante desses serviços, então não testei as apps.

Uma das maiores dúvidas do pessoal é sobre o input lag dessa TV. Input lag é o atraso entre a recepção do sinal e a exibição dele. Essa TV tem sim input lag, mas dá para jogar normalmente. Estava jogando todos os dias GTA 4 e Split Second na minha Philips, no dia seguinte quando mudei para essa LG, joguei sem sentir qualquer diferença, sei que existe input lag mas não atrapalha em NADA a jogabilidade. Um membro do HT Fórum (haruzin)  fez um teste para medir o input lag na última firmware (04.02.62) e constatou que, em 20 medições, a média foi de 54.2ms, com picos de 70ms. Se você pesquisar sobre input lag, verá que ele existe em diversos modelos de TV de diversas marcas, o problema não é uma exclusividade desse modelo da LG.

A TV suporta vídeos 3D SBS, seja através da USB, Media Link (Plex) ou DLNA. Se não tiver nada em 3D nativo, você tem a opção de mandar a TV converter o 2D para 3D, nesse caso você não verá nada pulando da tela, mas nos meus testes senti que dá um efeito de profundidade legal.

Conclusão:

Apesar de alguns inconvenientes, eu recomendo essa TV. Achei um ótimo custo x benefício, compraria novamente.

 

Prós
[numbered_list style=”number-pad”]
  1. A TV tem um modo de conversão de 2D para 3D, dá para jogar ou ver vídeos em 3D mesmo que não sejam nativos em 3D.
  2. O menu da LG é muito bonito,  rápido e bem organizado. Achei muito melhor que o menu das TVs Philips, única concorrente em TVs 3D passivo aqui no Brasil.
  3. Os óculos passivos não cansam muito sua visão e são baratos (importei um kit com 4 por US$18 dólares incluindo o frete).
  4. A TV pode executar uma extensa lista de formatos de vídeo. Através da entrada USB ou de sua rede (cabeada via RJ-45 ou wifi) você pode ver fotos, ouvir música e ver vídeos (.asf, .wmv, .divx, .avi, .mp4, .mov, .m4v, .mkv, .ts, .trp, .tp, .vob, .mpg).
  5. É possível conectar um HD externo via USB e gravar a programação da TV aberta, inclusive dá para agendar o início e término da gravação.
  6. Vem com uma app chamada “Media Link”. Ela se conecta exclusivamente ao Plex, ao instalá-lo em seu computador ele reconhece automaticamente a maioria dos seus filmes e adiciona capa, sinopse, ano de lançamento, atores, gêneros, etc. Reconhece também os seriados mais populares, alguns animes e doramas. Se ele não tiver informação sobre um filme ou série específica, você pode adicionar no TheTVDB.com, assim outros usuários também usufruirão :)
  7. Vem com apps para usar nativamente o Netflix e TerraTV Video Store.
  8. Tem saída de fone de ouvido. Considero isso importante, muitas TVs não possuem e meu Home Theater não tem, então ajuda bastante.
[/numbered_list]

 

Contras
[numbered_list style=”number-pad”]
  1. A conversão 2D para 3D é boa, mas se a imagem não for 720p ou 1080p, o efeito não é satisfatório. Também depende do que se passa na imagem, em GTA 4 o efeito de profundidade ficou bem legal, jogando Split/Second já não ficou tão bacana. O resultado varia bastante, mas ter essa opção essa opção é melhor do que não ter, visto que há poucos filmes em 3D no mercado.
  2. Apesar de poder reproduzir uma diversidade enorme de formatos de vídeo, a TV não suporta áudio DTS. Aliás, muitos aparelhos não suportam esse formato proprietário. Se tiver vídeos com áudio DTS, terá que converter para AC3 (Dolby Digital).
  3. Controle remoto gigante. Sério. Dá para segurar o controle com as duas mãos e ainda sobra. É ruim quando você quer usar algum botão nas extremidades do controle.
  4. No modo DLNA ou mesmo no Media Link (Plex) não dá para trocar a legenda ou a faixa de áudio do vídeo, também não lê a legenda se ela estiver embutida no vídeo, ela deve estar separada, na mesma pasta do vídeo e com o mesmo nome de arquivo. Também não dá para alterar a proporção da imagem, por exemplo, vídeos 4:3 você não pode esticar a imagem e usar 16:9. Achei isso muito inconveniente.
  5. A saída de fone de ouvido foi colocada na parte de trás da TV, se instalá-la na parede, provavelmente não vai conseguir alcançar a entrada. Essa saída deveria ter sido colocada na lateral!
  6. A função Time Machine não permite gravar nada de outras fontes que não seja a de canais abertos UHF. Com certeza essa limitação é por questões legais, mas seria muito bacana poder gravar partidas de videogame.
  7. Quase todo mundo reclamou de “vazamento de luz”. A minha também tem, infelizmente. Nem adianta mandar trocar, um cara pediu outra e a que trouxeram veio pior. O controle de qualidade da LG poderia ser melhor.
[/numbered_list]

 

FAQ / Solução de Problemas
  1. Existe mesmo input lag nessa TV? Dá para jogar nela?!
    Sim, existe. Entretanto, jogo no Xbox 360  enão consegui sentir o atraso na resposta aos comandos, não me atrapalha em nada. Estou jogando normalmente tanto em 2D quanto fazendo a conversão 2D para 3D. A única coisa que fiz foi renomear a entrada para Jogos, pois o ícone fica personalizado e fica mais fácil encontrar a entrada do videogame. Mudando o nome da entrada para Jogos, ao selecioná-la a TV irá automaticamente selecionar o modo de imagem com o mesmo nome, “Jogos”. Nesse modo o TruMotion e outros processamentos de imagem não são habilitáveis. Também jogo no PC, usando a TV como segundo monitor. Já joguei Unreal Tournament 3, Burnout Paradise e outros jogos. Não notei input lag algum, sequer lembro que a TV tem input lag.
    Há quem diga que é impossível jogar nessa TV por causa do input lag. Notei que são minoria, pelo menos no HT Fórum. Muitos casos você vê alguém dizer que após uma atualização ou depois de mudar alguma coisinha nos ajustes de imagem, o input lag sumiu ou aumentou. Nesses casos, acredito que é um placebo. Para saber mesmo, só fazendo testes com um segundo monitor.
    [gn_spacer size=”10″]
  2. A qualidade de imagem dessa TV é boa?
    Eu achei muito boa, tanto para SD quanto para HD. Infelizmente o que eu considero bom pode ser diferente dos seus padrões, o melhor é ver por si mesmo.  Seja coerente, uma TV menor ou com resolução menor irá exibir uma imagem mais “bonita” caso o vídeo seja de baixa resolução, enquanto perde detalhes nos vídeos de qualidade full HD. Como esse modelo da LG é full HD, a melhor imagem será sempre a de 1080p.
    [gn_spacer size=”10″]
  3. Ela vem com Magic Motion? Compensa comprar?
    A TV não vem com Magic Motion. Importando, ele fica em torno de US$45 dólares com o frete. No Brasil está na faixa de R$150. Eu achei muito prático, mas não consegui aposentar o controle que veio com a TV, acabo usando os dois. Se tiver um iPhone, iPad ou Android, você pode baixar gratuitamente a app da LG para controlar a TV, basta que os aparelhos estejam na mesma rede. Links nas dicas, no final da página.
    [gn_spacer size=”10″]
  4. A TV roda perfeitamente meus vídeos, mas alguns estão sem som, o que faço?
    Verifique  se o áudio dele é DTS, no Brasil, a LG não reproduz esse formato. Se estiver rodando o vídeo pelo Media Link, no seu computador procure nas configurações do Plex a opção de converter on-the-fly DTS para estéreo. Outra alternativa é baixar gratuitamente o “PopCorn MKV Audio Converter” e converter o áudio do vídeo para Dolby Digital (AC3), assim se o áudio DTS tem 5.1 canais, você não os perde. Ele tem até mesmo a opção de converter o áudio de todos os vídeos de uma pasta e das subpastas, ainda pode automaticamente verificar quais não tem áudio AC3 e converter apenas aqueles que precisam de conversão. Cada conversão leva aproximadamente 10 minutos, você pode ir dormir e mandar ele converter todos os vídeos da sua coleção. Existe ainda outra opção, usar um bom servidor DLNA que faça o transcode para AC3 on-the-fly (confira no final da página a seção de dicas).
    *Curiosamente, este mesmo modelo de TV na Coréia suporta áudio  DTS. Algumas TVs dá para alterar a região para a coreana, aí o DTS passa a funcionar, mas segundo relatos a TV fica cheia de problemas, acaba não compensando fazer essa troca de região.
     [gn_spacer size=”10″]
  5. Meu vídeo tem mais de um áudio e as legendas são embutidas no arquivo mas a TV não me permite selecionar no Media Link!
    Infelizmente a TV não permite mesmo a seleção de áudio ou de legendas, seja via DLNA ou Media Link (Plex). Entretanto, se você rodar o vídeo à partir da entrada USB da TV essas opções ficam disponíveis e a legenda embutida aparece normalmente na tela.
      [gn_spacer size=”10″]
  6. Meu vídeo tem mais de um áudio e pelo Media Link sempre vem o áudio que não quero!
    Você pode colocar o arquivo em um pendrive ou HD externo e conectar na USB da TV, conforme descrite no item 5, assim poderá selecionar outras faixas de áudio. No Plex tem a opção de selecionar o idioma padrão dos vídeos, mas nem sempre funciona pois a faixa de áudio do vídeo precisa estar com o idioma devidamente configurado, o que geralmente não é o caso. Há ainda outra alternativa, baixe gratuitamente o MKVToolnix e abra o arquivo de vídeo nele. Todas as faixas de áudio aparecerão, você pode configurar o idioma do áudio das faixas e recomendo reposicioná-las, para que a faixa de áudio desejada seja a primeira da lista. No programa tem uma opção para forçar a faixa de áudio como a padrão.
      [gn_spacer size=”10″]
  7. Tenho filmes SBS mas em alguns não consigo perceber o efeito 3D ou ele fica estranho
     Pode ser que esse filme não seja nativo 3D, ou seja, converteram para SBS usando algum software. Outra possibilidade é que o padrão SBS esteja invertido, geralmente é Esquerda -> Direita, mas de vez em quando você esbarra com um vídeo que é Direita->Esquerda. Com o 3D ativado, use o Q.Menu e selecione a opção Configuração do Modo 3D. Em Correção do Modo 3D, altere paraDir./Esq.
     [gn_spacer size=”10″]
  8. Preciso de um cabo HDMI 1.4 para jogar ou ver filmes 3D?
    Eu não acredito que seja necessário. Na versão 1.4 os cabos HDMI podem enviar vídeos em resolução maior (4k x 2k), podem compartilhar a rede entre os aparelhos e se não me engano, na versão 1.4 foi introduzido o ARC. A TV não suporta resolução maior que 1080p, seja via USB ou HDMI. Há inúmeros relatos de ARC funcionando em cabos HDMI sem ser versão 1.4. Xbox360 foi lançado em 2005, na época só havia HDMI padrão 1.2, PS3 saiu já com o padrão 1.3, que foi lançado em 2006. Eu comprei um cabo HDMI 1.4 porque paguei barato e principalmente por frescura, não acho realmente necessário :P
    [gn_spacer size=”10″]
  9. De vez em quando a TV começa a fazer um barulho endiabrado, um tipo de zunido!
    Esse é um problema comum nesse modelo, carinhosamente batizado de Canto do Capeta. Li que isolar o terra na sua tomada pode solucionar o problema. Até o momento não ouvi o Canto do Capeta na minha TV. [Editado: 9 meses depois e ainda não tive esse problema] [gn_spacer size=”10″]
  10. Minha TV tem umas manchas mais claras na imagem, perceptíveis apenas quando está ligada e a tela está toda escura (preta)
    Isso é conhecido como “vazamento de luz”, outro problema comum da TV. Teve gente que trocou a TV e veio outra com ainda mais vazamento de luz. A minha veio com o mesmo problema e eu decidi ficar com ela, visto que trocar por outra ou acionar a assistência técnica parece não trazer uma solução. No HT Fórum o Nildefender disse que resolveu o problema desapertando em uma volta os parafusos traseiros da TV, mas só nos locais onde havia vazamento de luz. Fiz o mesmo e ajudou bastante, mas não recomendo tentar uma solução em casa, se achar que o vazamento de luz é insuportável, entre em contato com a assistência técnica.
    [gn_spacer size=”10″]
  11. O que é TruMotion?
    É uma tecnologia que atua sobre a taxa de atualização da imagem. Ela aumenta a taxa de quadros por segundo para tornar o movimento dos objetos na tela mais nítidos e suaves.
    [gn_spacer size=”10″]
  12. Posso usar qualquer adaptador wifi na USB? A TV reconhece?
    Não é possível, apenas o da própria LG.
    [gn_spacer size=”10″]
  13. Qual a melhor configuração de imagem?
    Não existe uma configuração exata, visto que cada um tem sua própria opinião sobre qual imagem ficaria melhor, também depende da distância com que você assiste TV e da iluminação do ambiente.
    [gn_spoiler title=”O pessoal do HT Fórum usa essa configuração como base”] Energy Saving: Desligado
    Modo de Imagem: Expert 1
    Backlight: 65
    Contraste: 93
    Brilho: 53
    Nitidez H: 50
    Nitidez V:50
    Cor: 50
    Tom: G2
    Avançado (Expert)
    …… Contraste Dinâmico: Desligado
    …… Redução de Ruído: Desligado
    …… Redução de Ruído MPEG: Desligado
    …… Super Resolução: Ligado
    …… Nível de Preto: Baixo
    …… Cinema Real: Ligado
    …… Gama de Cores: BT709
    …… Realce de Contorno: Desligado
    …… Filtro de Cor: Desligado
    …… Temp. cor: Médio
    …… Gama: 2.2
    …… Método: 2 Pontos
    …… Padrão: Externo
    …… Tom, Brilho e Contraste de azul, vermelho e verde: Todos em 0 (zero)
    TruMotion: Desligado
    Full LED: Alto
    Se você sentir cansaço nos olhos com estes ajustes, tente:
    Backlight: 50 ou menos
    Contraste: 85 (se usar um valor muito baixo, a imagem ficará muito escura)[/gn_spoiler]
  14. Quando tento assistir um vídeo pelo Media Link ele pausa constantemente para carregar
    Isso pode ser por dois motivos:
    a) Você marcou no Plex a opção de converter áudio DTS para estéreo. Aparentemente o Plex faz uma conversão simultânea do vídeo e do áudio, se o vídeo for de alta resolução (720p/1080p), seu PC terá problemas para converter na velocidade necessária para assistir o vídeo enquanto é feita a conversão. Tenho um Core i7 (4 cores físicos, 8 cores lógicos) e tive que fazer um overclock até 4.4GHz para conseguir fazer a conversão do filme sem ficar pausando para carregar.
    b) Sua rede está saturada ou há um “gargalo” na configuração. Se quiser assistir filmes full HD (1080p), conecte seu PC ao roteador usando um cabo de rede e conecte a TV ao roteador também usando cabo de rede. Isso garantirá que a taxa de transferência é a mais alta possível. Conseguirá rodar praticamente qualquer filme do seu PC (incluindo os vídeos 1080p) sem problemas de pausa para carregar (desde que observado o item “A” acima).

 

Dicas

[headline h=”4″]Rode qualquer vídeo diretamente na TV, inclusive vídeos com áudio DTS sem precisar converter para AC3 e sem fazer downmix para estéreo![/headline]

O Media Link que vem na TV é bacana, mas o Plex é um pouco fraco em recursos. Recomendo instalar um servidor DLNA no seu computador, em especial, o Mezzmo. Já vou logo dizendo: ele não é gratuito, custa US$25 dólares e possui um trial de 15 dias, que pode ser renovado por mais 15 dias quando acabar. É um preço muito baixo se comparar as vantagens:

– Converte on-the-fly vídeos que sua TV não suporta. Por exemplo, essa TV roda vídeos MKV, mas se o áudio for DTS, não funciona. O Mezzmo envia o vídeo para a TV e simultaneamente converte o áudio para AC3, sem perda dos canais do áudio (se a entrada é DTS 5.1, ele converte para Dolby Digital 5.1). Qualquer formato de vídeo não suportado pela TV ele faz a conversão automática, consegui rodar vídeos .flv sem problema algum e sem ter que aguardar o programa converter o vídeo todo, ele vai convertendo e ao mesmo tempo envia para a TV;

– enquanto alguns servidores DLNA cobram uma taxa adicional para cada novo aparelho conectado, o Mezzmo cobra uma taxa única de US$25, não importa quantos aparelhos irá conectar ao seu servidor DLNA;

– Você pode criar listas inteligentes, baseadas no caminho dos arquivos, no nome dos arquivos, artista, ano, uma lista com os mais recentes, os mais reproduzidos, com melhor nota, entre muitas outras coisas. Dedicarei um post para falar só deste software.

Infelizmente, nem tudo são flores. Para fazer essa conversão simultânea você precisa de um PC bem potente, especialmente se o vídeo for 1080p. Para os computadores que não suportam essa carga, o Mezzmo tem a opção de converter previamente o vídeo, aí quando você for assistir, ele vai enviar a versão convertida. Você tem 15 dias para testar, acho que vale a pena a tentativa.

 

[headline h=”4″]Um ótimo vídeo para mostrar o efeito 3D para sua família e amigos[/headline]

Ainda não achei um vídeo melhor, minha família viu e ficou impressionada. É uma coletânea de vídeos de demonstração da LG, geralmente usados nas lojas para demonstrar o efeito 3D da TV. Procure no Google: “LG_CINEMA_3D_DEMO_SBS_1080P_AC3_BLUESEAN.ts”. O vídeo tem 3.8GB, 1920×1080 pixels, 14 minutos, bitrate 30k, formato AVC. Áudio com 5 canais.

A qualidade da imagem é muito boa e o 3D é ainda melhor.

 

[headline h=”4″]Jogue em Dual Play: dois jogares na mesma TV, cada um vendo sua própria tela de jogo[/headline]

Nas TVs da Philips o Dual Play é anunciado como uma das vantagens da TV, mas dá para fazer em qualquer TV com 3D passivo. Você deve trocar as lentes de 2 pares de óculos, para que um tenha duas lentes esquerdas e o outro fique com duas lentes direitas. Nesse vídeo é mostrado como trocar as lentes dos óculos: www.youtube.com/watch?v=jj5jwIQI8rY
Outra alternativa é um jogador tampar o olho esquerdo e o outro tampar o olho direito, desta forma dá para fazer o teste sem ter que alterar as lentes dos óculos.
Depois basta entrar no jogo multiplayer com a tela dividida ao meio e ativar o 3D. Se a tela estiver dividida horizontalmente, selecione o modo 3D cima/baixo, se estiver dividida na vertical, use o modo esquerda/direita. No meu teste, achei que a imagem estava com uma qualidade muito ruim (afinal era a imagem de meia tela que agora preenche a tela toda), também ficou uma leve sombra da imagem do outro jogador. Enfim, não recomendo. Perdi dois óculos pois é preciso cortar as lentes para encaixarem, não acho que compensa. Ainda bem que os óculos são baratos :)

 

[headline h=”4″]Use seu Android, iPhone ou iPad para controlar a TV[/headline]

A TV não vem de fábrica com o Magic Motion e muitos não querem investir R$150 em um controle – apesar dele facilitar bastante a navegação nos menus. Se você tem um aparelho com Android, um iPhone ou iPad, basta instalar gratuitamente uma app da LG, conectar o aparelho via wifi na sua rede e parear com a TV. Para mover o cursor na tela da TV, basta deslizar o dedo sobre a tela do seu tablet ou celular. Também dá para trocar o canal, aumentar/baixar o volume e acessar outras opções. Estes são os links para baixar no Android Market, ou na App Store. Infelizmente a app do Android não é compatível com todos os celulares.

 

[headline h=”4″]Esticar vídeos “quadrados” (4:3)[/headline]

Antigamente as TVs eram quadradas, portanto os vídeos desta época são quadrados, formato 4:3. A imagem fica centralizada e você vê barras pretas nas laterais.
Estou acostumado a esticar estes vídeos, para que fiquem no formato 16:9. Infelizmente esta opção não está disponível no Media Link (Plex) ou DLNA. Fiz alguns testes e descobri que no Media Link dá sim para esticar automaticamente vídeos no formato 4:3!
Vá até a pasta C:\Users\<user name>\AppData\Local\Plex\userdata e edite o arquivo advancedsettings.xml. Se este arquivo não existir, crie com o bloco de notas.
No arquivo, adicione o código abaixo, salve e reinicie o Plex Server em seu computador.

<advancedsettings>
<videoplayer>
<stretch43>4</stretch43>
</videoplayer>
</advancedsettings>

DLNA

O que é

DLNA (Digital Living Network Alliance) é uma organização sem fins lucrativos, foi iniciada pela SONY em 2003. Ela visa criar padrões para a interoperabilidade entre aparelhos eletrônicos, tais como câmeras digitais, televisores, computadores, tablets, celulares, entre outros. Na prática, funciona assim: um aparelho serve o conteúdo através da sua rede, outro recebe e executa esse conteúdo.

 

Como isso pode te ajudar

Atualmente estão saindo muitos aparelhos com DLNA no mercado brasileiro, mas a maioria das pessoas não sabem o que significa, tampouco como usar.

Abaixo temos alguns exemplos de uso, supondo que todos os aparelhos envolvidos possuem DLNA:

– Você pode tirar fotos com sua câmera digital ou seu celular e exibir diretamente na sua televisão, sem qualquer cabo, basta os dois estarem conectados na sua rede sem fio;

– Pode transmitir fotos, vídeos e músicas armazenadas em seu computador. Por exemplo, você quer mostrar para seu amigo o vídeo da sua formatura na TV da sala, é possível. Até mesmo no seu celular ou tablet!

– Que tal tirar fotos com sua câmera digital e imprimir as fotos diretamente em sua impressa, sem ter que passar para o PC antes?

A mesma fonte pode transmitir conteúdo diferente para aparelhos diferentes. Sua TV pode estar exibindo um vídeo, enquanto outra está exibindo outro vídeo, ambos vindo da mesma fonte.

Como nada é perfeito, claro que há suas restrições. Se você tem um vídeo mkv no seu computador e quer assistir na TV, ela tem que ser compatível com esse tipo de vídeo, ter esse “codec” no firmware dela. Infelizmente as TVs não são como computadores, não dá para adicionar codecs, só o fabricante pode adicionar novos codecs ao atualizar o firmware. Existem outras saídas, falarei sobre isso em outro post.

 

Do que você precisa

Como eu disse no inicio, um aparelho serve o conteúdo, outro executa. Se você quer exibir fotos, tocar músicas e assistir filmes que estão no seu computador, é preciso ter um programa para fazer essa parte de servir conteúdo. O aparelho onde você quer exibir ou tocar o conteúdo também tem que ser compatível com DLNA. Ah! Você sabia que o Windows 7 tem DLNA? É bem básico, mas com ele já dá para começar a usar essa tecnologia :)

Se quiser um servidor DLNA com mais opções, existe o Serviio, TVersity, Mezzmo, entre outros. É só procurar “DLNA Server” no Google.

 

Infelizmente não dá para eu criar um tutorial com um passo a passo de como integrar seus aparelhos com DLNA, você terá que ler o manual. Para não ficarem tão perdidos, em breve farei mais um post falando do servidor DLNA que uso, direi quais as vantagens e ensinarei como usar.

Aqui em casa assisto todos os animes,  filmes e doramas que tenho no PC diretamente na televisão, que está conectada ao roteador por um cabo de rede comum (RJ-45). Estou adorando a praticidade, espero que mais pessoas descubram como é bom usar aparelhos com DLNA!

 

QR Code

O que é

Criado em 1994 pela Denso Wave para rastrear veículos durante o processo de fabricação, hoje os Quick Response Codes (QR Codes) estão sendo usados cada vez mais no mundo todo, é possível observá-lo em algumas ações publicitárias. Por exemplo, de vez em quando aparece em algum comercial na telinha do metrô aqui em São Paulo, já vi também em alguns banners por aí. Apesar de não ser tão comum no Brasil (e no mundo), no Japão você sempre encontra QR Codes em banners e revistas.

O QR Code nada mais é do que um código de barra 2D. Quer um exemplo? Na coluna ao lado há um QR Code com link direto para esta página, assim você pode acessar no seu celular e ler mais tarde.

O código de barras comum (esses de boletos, por exemplo) só contém informação na horizontal, já o QR Code armazena informação tanto na horizontal quanto na vertical. A diferença na capacidade de armazenamento de informações é brutal. Enquanto o código de barras comum é capaz de armazenar aproximadamente 20 dígitos, um QR Code pode ter centenas de vezes mais informação.

QR Codes podem conter diversas informações, como o endereço de um site, um texto, um número de telefone, entre outras informações. Quase todos os smartphones possuem ao menos uma app que utiliza a câmera do aparelho para escanear esses códigos de barra.

Gostaria de criar seu próprio QR Code? Existem muitos sites que o fazem gratuitamente, basta digitar a informação que deseja expor no QR Code. Esse site, por exemplo: http://qrcode.kaywa.com/

 

Vantagens do QR Code

– Um código pequeno pode conter muita informação;

– Pode conter vários tipos de dados (numéricos, alfanuméricos, byte/binário, kanji)

– Mesmo que o QR code esteja parcialmente danificado ou apagado, na maioria dos casos ainda dá para “ler”. Ao gerar um QR Code você pode configurar para que ele tenha até no máximo 30% de erro, o que vai gerar um QR Code com mais “quadradinhos”. Mais útil nos casos onde ele será impresso;

– Pode ser lido de qualquer ângulo ou direção (360º).

 

Apps gratuitas para seu smartphone
[iOS] QR Reader for iPhoneBy TapMedia Ltd:
http://itunes.apple.com/gb/app/qr-reader-for-iphone/id368494609?mt=8

[Android] Barcode ScannerZXing Team
https://market.android.com/details?id=com.google.zxing.client.android&hl=pt_BR

 

PS: Se souber de outras boas apps gratuitas, informe nos comentários :D

Itunes trava logo após abrir

Sintoma

Há mais de trinta dias meu iTunes começou a dar problema. Eu inicio o programa e nos primeiros cinco segundos eu posso clicar em qualquer coisa, depois ele trava. Tenho um Core i7 2600K @ 4.7GHz com 8GB RAM, é estranho algum programa travar assim. Achei que talvez fosse alguma operação no HD que estivesse paralizando o programa, mas não é o caso, o gabinete tem uma luz que indica atividade no HD, e nunca há nenhuma. Também não adianta esperar, já fui dormir e deixei o programa aberto, após oito horas ainda estava travado.

Tentei desinstalar e reinstalar tudo da Apple, não funcionou. Me certifiquei de ter apagado todos os arquivos, quando reinstalei até tive que aceitar novamente o contrato e recriar minha biblioteca. Funcionou até certo ponto, depois voltou a travar.

 

Solução

O que acontece é que o Apple Push (APSDaemon.exe) trava, aí o iTunes por sua vez também trava. Numa lida rápida, fiquei sabendo que ele é responsável pela sincronização wireless com o iCloud, como não uso este serviço, desabilitei o arquivo.

1) Inicie o Gerenciador de Tarefas (se apertar CTRL+ALT+DEL verá a opção)

2) Na aba Processos, encerre o processo APSDaemon.exe

3) Vá até a pasta C:\Program Files (x86)\Common Files\Apple\Apple Application Support e renomeie o arquivo APSDaemon.exe para APSDaemon.exe.bak

4) Clique no ícone do Windows (Iniciar) e na busca, digite msconfig – deverá aparecer um programa na lista acima, clique nele

5) Na aba Startup (Inicialização?) encontre o APSDaemon e desmarque a caixinha, para que o Windows não tente iniciá-lo (afinal o arquivo já não existe mais, o renomeamos no passo 3)

PRONTO! Agora posso usar o iTunes novamente. Aleluia aleluia aleluia aleluia!

 

Observações

Isso resolveu o MEU problema, pode ser que o seu seja algo ainda mais sinistro. Mas não custa tentar, não é?

Li em algum lugar que esse arquivo é responsável pela sincronização sem fio (Wifi Sync), mas aqui meu iPad está sincronizando com o iTunes normalmente pela wifi. A versão do meu iTunes é a mais recente (10.5.3.3) e meu iPad está no iOS 5.0.1. Pode ser que no momento que estiver lendo este post já existam novas versões, mas é possível que esta solução se ainda se aplique. Como eu disse, não custa tentar.

Você não precisa renomear o APSDaemon.exe e desabilitar na inicialização se não quiser, mas aí terá que ficar encerrando sempre através do Gerenciador de Tarefas. Sempre que abrir o iTunes, ele executa esse arquivo, aí você terá que encerrá-lo novamente ou o iTunes travará.

A4Tech X7 G800V – Teclado Gamer

Precisava de um novo teclado, pensei em comprar um Microsoft Arc Wireless Keyboard para reduzir os fios por aqui. Infelizmente a falta de um teclado numérico e as setas em apenas uma tecla desmotivaram a compra. Não jogo muito no PC, mas gosto de ter esta opção. Este teclado parecia ótimo para programar, mas para jogar não seria o indicado.

Me deparei com o X7 G800V da A4Tech, um teclado voltado para quem joga no computador. Apesar de não ser wireless (usa uma conexão USB comum), ele chamou muito a minha atenção. As teclas mais comuns nos jogos (W-A-S-D e as setas)  são emborrachadas para evitar que seu dedo escorregue, também estão destacadas em vermelho para que você as visualize melhor. Sempre tive dificuldade em posicionar os dedos sobre o WASD, às vezes percebia que estava com os dedos sobre as teclas vizinhas. A textura emborrachada e a cor viva facilitaram muito minha vida, sei que estou com os dedos sobre as teclas certas mesmo sem olhar.

Além das costumeiras teclas multimídia para aumentar/baixar o volume, pausar, avançar, voltar música, ele também possui uma tecla para desativar a tecla “Windows”. É triste esbarrar nela quando estamos jogando em tela cheia, a opção de desabilitá-la temporariamente é bem vinda.

O teclado também promete um tempo de resposta excepcional, apenas 1ms / 1000 Hz.

Em alguns teclados antigos, ao pressionar simultaneamente três ou quatro teclas ele envia apenas uma. No X7 G800V você pode pressionar até oito teclas ao mesmo tempo, sem problema algum.

Derramou coca-cola no teclado? Tudo bem, ele é resistente a líquidos. Confira o teste feito por um doido:

httpv://youtu.be/66fcd1PdCec

Essas “features” são legais, mas nada disso é o ponto forte do teclado, seu ponto forte são os atalhos. Ele vem com 15 teclas adicionais estrategicamente posicionadas, você pode configurar para que cada uma faça algo diferente. Por exemplo, em uma das teclas você pode configurar a sequência do Hadouken, assim ao invés de ficar se matando para jogar Street Fighter no teclado, basta apertar uma tecla para soltar o especial do lutador. Mas aí você diz: “Se eu configurar todas as teclas de atalho para executar combos no Street Fighter, o teclado será inútil quando eu quiser jogar Modern Warfare ou Batman”. Muito pelo contrário, o teclado permite o cadastro de até 5 perfis! Você pode configurar para que 5 jogos diferentes usem todas as teclas, basta criar um perfil para cada jogo e alternar quando for necessário, há uma tecla especialmente para isso, a tecla com “M”, acima do teclado numérico (a luz acima dela muda de cor de acordo com o perfil ativo).

Ele vem com um editor para facilitar o cadastro dos atalhos, mas o teclado possui memória interna, então todos esses atalhos ficam registrados nele. Usei alguns atalhos em um jogo online e o XTrap não acusou nada, afinal, quem está executando os comandos é o teclado, não o software. Aliás, o editor é MUITO bom. O cadastro de macros é muito simples, mas extremamente útil e poderoso. Por exemplo, num jogo online você pode configurar um macro onde o teclado enviará os comandos para executar a magia 1, magia 2 e magia 3. Ao executar este combo, digamos que você fica sem MP, então você pode configurar para que após executar o combo, ele use o atalho para a poção de MP e ainda execute as magias 4 e 5. Se ligou? Você executa um combo 3, usa mana potion e depois continua com um combo 2, tudo isso com apenas uma tecla ♥

Mesmo que a magia leve 5 segundos para ser executada, não tem problema. No macro dá para você configurar o tempo de espera, Magia 1 – aguarde 5 segundos – Magia 2 – aguarde 10 segundos – magia 3, etc.

E é isso aí. As teclas são super macias, não preciso fazer esforço para que as letras sejam printadas na tela. Sou programador, então digito bastante. Se as teclas forem um pouco mais duras, após algumas horas trabalhando já começo a sentir dores no pulso. Trabalho e jogo com este teclado sem nenhuma dificuldade, tirando o teclado do meu notebook, este é o teclado mais macio que já usei.

Alguns estão com problemas para o software reconhecer o teclado. O colega Giovane disse que o problema dele foi plugar numa porta USB 3.0. Ao plugar numa porta USB 2.0, o problema desapareceu. Me pediram para fazer o upload do software, tenho ele em versão portátil (não precisa instalar) e upei para o MediaFire. Tá aí o link: http://www.mediafire.com/?47hbhl99jkobazz

 

 

[headline h=”1″]Prós[/headline] [numbered_list style=”number-pad”]
  1. teclado padrão brasileiro, com Ç (a grande maioria dos teclados gamer são importados, padrão internacional sem Ç)
  2. resistente a líquidos
  3. 15 teclas de atalho de fácil acesso
  4. editor  de atalhos fácil de usar
  5. teclas WASD e setas são em cor destacada e emborrachadas
  6. teclas macias
  7. ótimo tempo de resposta
  8. sem efeito “ghost”, você pode pressionar até 8 teclas ao mesmo tempo
  9. preço excelente (paguei cerca de R$90)
  10. você pode remover e recolocar as teclas sem muito esforço, facilita a remoção de sujeira que acaba ficando embaixo da tecla.
[/numbered_list]

 

 

[headline h=”1″]Contras[/headline] [numbered_list style=”number-pad”]
  1. não é sem fio, como todo teclado voltado para jogos. Se fosse wireless, o tempo de resposta seria bem maior, então não sei se dá para contar como um ponto negativo.
  2. a barra de espaço é pequena. Dá para se acostumar, mas de vez em quando acabo apertando sem querer as teclas de atalho que ficam ao lado, vício do teclado antigo. Por serem de fácil acesso, essas teclas perto do espaço podem ser muito úteis em jogos FPS que requerem ações rápidas.  [Atualizado 02/11/2012: hoje não tenho nenhum problema com a barra de espaço, digito sem olhar para o teclado e não erro a barra de espaço ]
  3. o design não é muito atraente.
[/numbered_list]

 

Considerando os prós, os contras e o preço, estou muito satisfeito com o teclado. Recomendo a compra caso precise de um bom teclado gamer de baixo custo.

 

Quero lembrá-los que este texto não visa ser uma análise do produto, como sempre, estou apenas descrevendo minha experiência com ele.  Se quiserem especificações técnicas ou saber mais sobre as funções que não descrevi, procurem no site do fabricante: http://www.x7.cn/en/index.asp

 

Abaixo, uma foto do meu teclado para que possam ver como ficou no padrão brasileiro. Quando fui comprar, não achei em nenhuma loja a imagem do teclado com o Ç, apesar da descrição dizer que é padrão brasileiro (notem que o SHIFT esquerdo é menor). Também tem dois prints do programa que permite editar os atalhos e a foto de marketing do teclado, com resolução melhor (esta é a versão americana, sem Ç).

 

[styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/g800v_br.jpg” lightbox=”yes” alt=”Teclado padrão ABNT”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/g800v_br.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/x800v_usa.jpg” lightbox=”yes” alt=”Imagem do fabricante. O teclado da imagem é padrão americano, sem Ç”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/x800v_usa.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/g800v_software.png” lightbox=”yes” alt=”Software para edição dos atalhos e perfis de jogos”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/g800v_software.png[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/g800v_macro_editor.png” lightbox=”yes” alt=”Editor de macros”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/g800v_macro_editor.png[/styled_image]

Shush

Uma das coisas que mais senti falta no iPhone foi a opção de silenciar o celular temporariamente. Num antigo Nokia (C350?) eu tinha essa opção, no meu antigo Android eu tinha apps que faziam isso, já no iPhone 4, acho que só existia a opção instalando uma app do Cydia.

Sempre temos que deixar o celular no silencioso quando vamos a uma consulta no médico, ou vamos ao cinema ou mesmo quando temos reunião. Se você é como eu, provavelmente depois esquece de colocar o celular de volta para tocar, aí vê aquele monte de ligação perdida.

O Shush acaba com esse problema. Basta instalar a app, sempre que você diminuir o volume do toque para o mudo, o Shush aparecerá automaticamente e lhe dará a opção de restaurar a campainha após algumas horas. Você pode até mesmo configurar o volume em que ela retornará, para não deixar muito alto ou muito baixo.

Uso todos os dias antes de dormir, coloco no silencioso e configuro o Shush para restaurar a campainha após oito horas. Existem apps que alteram o perfil para silencioso automaticamente de tal hora até tal hora, mas eu nunca durmo nos mesmos horários, então o Shush é mais indicado no meu caso.

Você pode baixar o Shush gratuitamente aqui:

https://market.android.com/details?id=com.publicobject.shush

[styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/shush_print.png” lightbox=”yes” alt=”Isso é o que aparece ao deixar o celular no silencioso”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/shush_print.png[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”right” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/shush_print_02.png” lightbox=”yes” alt=”Você pode facilmente restaurar o toque através da barra de notificação”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/shush_print_02.png[/styled_image]

Airdroid

Eis uma app que não canso de recomendar, Airdroid. Encontrei-a por acaso, estava escondida entre os destaques no site Android Market.

Meu celular é um Samsung Galaxy SII, ele vem embarcado com o KIES Air, uma app da Samsung que permite ver em seu navegador as fotos e outros arquivos do celular sem precisar conectá-lo via USB, basta que seu computador e o celular estejam na mesma rede wifi. Usei o KIES Air apenas uma vez, a idéia é boa, mas como o KIES em geral, foi pobremente executada.

A app Airdroid faz exatamente a mesma coisa que o KIES Air, mas faz com excelência. Oferece os mesmos recursos e muitos outros, e o melhor, pode ser usada em qualquer celular Android.

Posso ver todas as imagens em meu celular, listadas com miniaturas.  Também posso baixar qualquer imagem para o computador ou definir como wallpaper no celular.

Aliás, em termos de multimídia, essa app é quase perfeita. Além dessas facilidades para ver e transferir fotos, você pode ver toda a sua biblioteca de música e tocar qualquer música que esteja em seu celular. É exibido um pequeno player em seu navegador e a música é tocada diretamente em seu computador.

Quantas vezes tive que conectar o celular via USB para transferir algum arquivo pequeno? Agora não preciso mais, transfiro arquivos pelo Airdroid. Claro, quando quero transferir muitas músicas ou vídeos, ainda o faço usando o bom e velho cabo USB.

Através do Airdroid eu posso ver minhas mensagens SMS, posso até respondê-las. Precisa adicionar um novo contato ou alterar o número de algum dos seus contatos? O Airdroid permite.

Não lembra se já fez aquela ligação importante? No Airdroid é possível ver todas as chamadas realizadas, recebidas e perdidas.

Fora tudo o que já citei, a app ainda facilita o gerenciamento das apps instaladas e mostra quanto de bateria ainda resta, a qualidade do sinal wifi e da sua operadora do celular, além de de exibir quanto ainda resta de espaço no celular.

Só um detalhe, a app é gratuita ;)

Site oficial: http://airdroid.com/

[styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/airdroid_screenshot.png” lightbox=”yes” alt=”Airdroid – App”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/airdroid_screenshot.png[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”right” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/airdroid.png” lightbox=”yes” alt=”Airdroid no navegador”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/airdroid.png[/styled_image]

 

 

Pushmo

Pushmo é a nova adição no eShop. Desenvolvido pela Intelligent Systems, conhecida pelo seu trabalho em Advance Wars, Paper Mario e Fire Emblem.

O jogo é estilo puzzle, onde é preciso usar o raciocínio para passar das fases. Você deve puxar os blocos e subir neles para resgatar pobres crianças presas no topo do puzzle. O efeito 3D do 3DS realmente torna o jogo mais interessante, e mais, consigo deixar o efeito 3D no máximo sem qualquer desconforto visual. O mesmo não ocorre com jogos como SSFIV e Samurai Warriors, até hoje não consigo jogá-los com o efeito 3D no máximo.

São 18 fases de tutorial e aparentemente existem mais 250 fases a serem desbloqueadas. O jogo ainda permite que você crie suas próprias fases e compartilhe através de QR Code, desta forma você poderá encontrar milhares de novas fases criadas por outros jogadores, tenho certeza que já existem algumas dezenas  pela internet.

O desafio é enorme! As 100 primeiras fases você passa com alguma dificuldade aqui e ali, mas daí em diante a coisa fica complicada. É um jogo casual muito bom, você pode jogar dez minutos, passar algumas fases e deixar para jogar mais tarde.

A IGN deu nota 9.5/10 e elogiou bastante o jogo, comentaram apenas que faltou Street Pass. Realmente, seria legal poder trocar puzzles via Street Pass ou quem sabe poder baixar mais puzzles usando Spot Pass.

O jogo pode ser adquirido por apenas R$11,99, o que é praticamente de graça se você considerar o valor de um jogo aqui no Brasil.

Comprem! ;)

 

httpv://www.youtube.com/watch?v=5lB_FYe0qn4

 

Site oficial: http://pushmo.nintendo.com/

 

[styled_image size=”medium” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/Pushmo-4.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/Pushmo-4.jpg[/styled_image]

[styled_image size=”medium” align=”right” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/hiku-osu-20110929090819972.jpg” lightbox=”yes” alt=””]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/12/hiku-osu-20110929090819972.jpg[/styled_image]

Nintendo 3DS – Será que vale a pena?

Tenho o Nintendo 3DS já faz aproximadamente um mês, acho que agora já posso expor minha experiência com o console, as boas surpresas e as decepções. Não irei oferecer especificações técnicas ou falar de todos os recursos do Nintendo 3DS pois não quero que seja um review, apenas pretendo falar dos recursos que usei e o que achei de cada um deles. A intenção deste post é ajudar quem ainda está na dúvida se deve comprar o aparelho. Tentarei categorizar os temas de cada trecho, assim vocês podem ler só o que interessa. Se você já conhece todos os recursos do 3DS, pode pular para a conclusão, no final da página :)

Visite o site oficial da Nintendo para ver tudo o que ele oferece: www.nintendo.com/3ds/hardware

Observações: Tirei as fotos com meu iPhone, então não ficaram tão boas, sorry. Infelizmente o 3DS ainda não tem um esquema para tirar printscreen, se tivesse eu mostraria mais os jogos e aplicativos. Os vídeos não foram feitos por mim, encontrei no YouTube :)

[clear]

 

 

[headline h=”1″]…[/headline]

Comprei meu 3DS Cosmo Black e apenas um jogo, Super Street Fighter IV 3D Edition. Tenho que ser sincero, detestei e me arrependi de ter comprado o console. Mesmo colocando o nível de efeito 3D no mínimo, a fadiga visual era imensa. Sabe quando você sai de um ambiente escuro e vê a luz do sol? Pois é, era a mesma sensação de desconforto em meus olhos. O desconforto foi passando gradualmente nos dias seguintes, acho que meus olhos foram se acostumando. Hoje consigo jogar sem problemas nos níveis mais baixos de 3D, mas no máximo ainda não.

Não gostei do acabamento, preferia o do DSi. O 3DS fica cheio de marcas de dedos, você não pode nem olhar para ele que já fica a marca.

O 3DS não é bem um console de bolso. Faz muito volume quando uso calça social, como nós homens não usamos bolsa, fica um pouco complicado levá-lo comigo.

A duração da bateria não foi e não é um problema para mim. Ando o dia todo com ele ligado no modo sleep e a bateria quase não é consumida. Jogando em casa, com o nível de brilho no 2, efeito 3D no “médio”, volume no máximo, pude jogar 3 horas seguidas sem gastar nem metade da bateria. Não sei por que falam tanto da bateria dele, você vai sair de casa e jogar por mais de 6 horas? Se é assim, leva o carregador, ora.

[clear]

 

 

[headline h=”1″]Gráficos e efeito 3D[/headline]

Depois de ver com meus próprios olhos o efeito 3D, acho que eu não compraria o portátil baseado apenas nessa característica. Já estamos acostumados a viver em um “mundo 3D”, estamos acostumados a ver tudo com profundidade, então ao ver isso no 3DS você não fica impressionado, babando sobre ele. É como se pensasse: Ah, eu vejo tudo em 3D o tempo todo, isso não é novidade para mim. É um recurso interessante, mas não revoluciona  a maneira de jogar – como o DS, que veio com duas telas, sendo a inferior sensível ao toque. Mas não me entenda mal! Na minha opinião, o efeito 3D é interessante, SIM. Por exemplo, em The Legend of Zelda: Ocarina of The Time 3D, você percebe a distância entre uma plataforma e outra, percebe o espaço vazio entre elas. É difícil explicar, é preciso ver para entender.

O 3DS promete o 3D de cinema sem óculos especiais, mas não vá pensar que irá ver tudo fora da tela, como se fosse um daqueles hologramas dos filmes futuristas. Na maioria dos jogos, o efeito 3D do Nintendo 3DS é aquele efeito de profundidade, é como ver tudo aquilo acontecendo dentro de uma caixa. É possível ver objetos “fora da tela”, como se estivessem um ou dois centímetros fora dela, mas não vi usarem muito esse recurso. Em SSFIV3D só vi esse efeito nas estatuetas que você compra dentro do jogo.

Na eShop – loja virtual do 3DS, disponível no menu do console – é possível baixar trailers dos jogos, o mais legal é que você assiste ao vídeo no 3DS com o efeito de profundidade, assim dá para ver como o jogo será realmente, mas nem todos os vídeos possuem este recurso, acho que até agora apenas os apresentados na E3. Vi o trailer do Mario Kart 3DS e achei ótimo, mas quando os objetos pareciam voar em minha direção, como se fossem sair da tela, voltava aquele desconforto em meus olhos. Ouvi falar que os desenvolvedores de Kid Icarus estão evitando usar esse efeito justamente por isso. Olhando as estatuetas fora da tela em SSFIV3D, girando no mesmo lugar, não senti o mesmo desconforto.

Sobre os gráficos, foi um grande salto entre o que o DSi oferecia e o 3DS oferece. Comparando apenas visualmente, diria que está no nível dos gráficos que costumo ver no meu PS2. Finalmente a tela tem mais resolução, então acho que agora podemos parar com os jogos com gráficos de SNES, né? Não que sejam ruins – Chrono Trigger FTW! – mas seria legal variar.

[clear]

 

 

[headline h=”1″]Interatividade com outros jogadores[/headline]

O 3DS tem sua própria “rede social”. Você cria um boneco 3D – chamado Mii – parecido com você para lhe representar no mundo virtual, então o sistema lhe dá um “friend code”, uma sequência numérica para outros jogadores lhe adicionarem aos amigos, assim como era no ICQ. Em sua lista de amigos, você pode ver o que cada um está jogando naquele momento, se ele estiver offline é exibida a data da última vez que esteve online.

No DSi existe um modo de se comunicar com outros consoles, mesmo quando em “modo sleep”. O jogo Nintendogs faz bom uso disso, você acessa o jogo, aciona o Bark Mode e fecha o DS sem desligá-lo. Caso passe por outra pessoa que tenha feito o mesmo, seu cachorrinho se “encontra” com o outro e podiam trocar presentes. Você não precisa fazer nada, tudo ocorre automaticamente.

No 3DS temos o StreetPass, uma versão evoluída deste conceito. Você não precisa mais manter o jogo aberto, nem mesmo precisa estar com o jogo no console, basta ativar o StreetPass no jogo e os dados serão salvos no cartão SD do 3DS. Quando encontrar outro 3DS, eles trocarão as informações salvas. Na Praça Mii você pode ver os Miis de outros jogadores com os quais você trocou informações via StreetPass, eles te ajudam em certas tarefas também. Em SSFIV3D as estatuetas que adquiriu lutam contra as estatuetas do seu adversário – estranho, eu sei.

O lance do StreetPass pode parecer besta, mas é muito legal quando você chega em casa e vê que há novas pessoas na sua Praça Mii. Vídeo demonstrativo:

httpv://www.youtube.com/watch?v=uGBjzLugckI

É possível jogar online via rede WiFi. Joguei SSFIV3D e não percebi nenhum lag, foi como jogar no modo offline.

Abaixo algumas fotos da minha Praça Mii e da minha Lista de Amigos:

[styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-01.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Minha Praça Mii”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-01.jpeg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-54-56.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Lista de Amigos”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-54-56.jpeg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-19-07-11-20-39-14.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Lista de Amigos – Close”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-19-07-11-20-39-14.jpeg[/styled_image] [clear]

 

 

[headline h=”1″]Jogos[/headline]

Primeiro, devo dizer que o 3DS é bloqueado por região, ou seja, não dá para jogar um jogo japonês num 3DS americano ou europeu, só funciona no 3DS japonês.

O aparelho usa cartuchos pequenos, mas você também pode comprar e baixar jogos na eShop. Infelizmente, você não encontrará nela os títulos lançados para o 3DS, como SSFIV3DS, Zelda: Ocarina of The Time e outros. É uma pena, pois seria bem mais barato comprar o jogo online do que importar e pagar taxas, um jogo do 3DS nos EUA custa cerca de $35 obamas – aproximadamente R$50 dilmas. Na eShop, só temos jogos antigos de Game Boy e outros consoles antigos, também temos alguns jogos do DSi. Não há nem demos dos jogos do 3DS! Achei isso absurdo. Afinal, colocam demos jogáveis nos eventos de games, por que não disponibilizar para download na eShop? Achei a eShop inútil até o momento.

Mas nem tudo é má notícia. No 3DS o conteúdo dos jogos podem ser atualizados! Comprei Samurai Warriors e de vez em quando chega alguma atualização opcional. Não é preciso estar com o cartucho inserido para ver se há atualizações, simplesmente chega a notificação do menu principal do 3DS. Em Samurai Warriors recebi duas atualizações que incluíram novas quests que dão novos itens raros. Na Pokedex, todos os dias aparece um pequeno ícone de notificação na app, indicando que posso baixar um novo pokemon para a lista. Achei isso fantástico! Imagine poder baixar novas pistas no Mario Kart 3DS?! Joguei muito Mario Kart no DSi, mas depois de tanto jogar, enjoei de correr de novo e novo nas mesmas pistas.

Hoje estou me divertindo bastante com SSFIV3D e Samurai Warriors, quando terminar, já sairam Zelda: Ocarina of The Time 3D e Resident Evil: The Mercenaries para eu comprar. Entre os futuros lançamentos, podemos destacar Final Fantasy: Theatrhythm, Kingdom Hearts: Dream Drop Distance, Mario Kart 3DS, Super Mario 3DS, Kid Icarus: Uprising, Metal Gear Solid: Snake Eater 3D, Tales of the Abyss, One Piece: Unlimited Cruise SP e outros.

Acredito que finalmente teremos um jogo do Pokemon em 3D. Na eShop você pode baixar gratuitamente uma Pokedex, todos os dias são liberados 3 Pokemons. Todos os Pokemons na Pokedex estão em 3D! Não acho que teriam o trabalho de modelar os monstrinhos para usar só na Pokedex.

Jogar online com seus amigos é um grande fator de compra. Quando sair Mario Kart, quero jogar online com todos os meus abiguinhos! :))

Todos os jogos e aplicativos que você usa é registrado em um log. Ele cria um Ranking com o que você mais usou, quanto tempo usou e quantas vezes usou!

[styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-19-07-11-20-38-57.jpeg” lightbox=”yes” alt=”3DS e Cartuchos”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-19-07-11-20-38-57.jpeg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-19-07-11-20-39-02.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Menu Principal – A bolinha azul sobre o ícone da Pokedex indica que há novos pokemons para baixar”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-19-07-11-20-39-02.jpeg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-54-42.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Samurai Warriors”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-54-42.jpeg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-05.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Log de Jogos e Aplicativos – Ranking”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-05.jpeg[/styled_image] [clear]

 

 

[headline h=”1″]Interagindo com os jogos[/headline]

Quando abri a caixa, encontrei alguns cards para os jogos de realidade aumentada. Você abre o jogo, coloca o card em qualquer superfície e, usando as câmeras frontais, o 3DS coloca o jogo no mundo real. Bom, não literalmente, mas é bem legal. Meu irmão até considerou comprar um 3DS depois de ter usado esta função! Veja no vídeo abaixo uma demonstração:

httpv://www.youtube.com/watch?v=PtrEJA4QI0I

Assim como seu antecessor, o 3DS também possui microfone embutido. No DSi vi muitos usos interessantes, no Nintendogs eu podia ensinar truques ao meu cachorro e ensiná-lo qual o comando de voz. Eu dizia “Senta!” e o cachorro sentava, dizia “Dá a pata” e ele dava a patinha. Jogando Zelda no DSi, em um dos puzzles eu precisava soprar para apagar o fogo das tochas.

Um novo recurso muito legal no 3DS é que agora ele vem com um contador de passos! Você o deixa ligado em modo sleep e carrega ele com você, assim ele manterá o StreetPass ativado e enquanto isso, contará quantos passos você deu. Ele mantém um histórico e exibe em gráficos quantos passos você deu por hora em cada dia, assim como o total de passos.

Para incentivar os preguiçosos a caminharem, para cada 100 passos que der, você ganha uma Play Coin. Você pode ganhar até 10 Play Coins por dia e juntar o máximo de 300. A grande sacada dessas Play Coins é que você pode usar em qualquer jogo! Em SSFIV3D cada Play Coin vale 200 FP, que servem para comprar estatuetas. Já no Samurai Warriors você troca uma Play Coin por 100 gold, que você utiliza para fazer upgrade em suas armas. Particularmente, adorei este sistema de troca! Realmente me incentiva a andar mais com o 3DS, afinal, mesmo se eu não encontrar ninguém via StreetPass, pelo menos ganhei Play Coins com os passos que dei!

Há mais coisas no 3DS, mas como não usei, não irei comentar. Visite o site oficial para ver tudo o que o 3DS oferece.

[styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-36.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Tenho no total 119 Play Coins”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-36.jpeg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-19.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Hoje dei 245 passos”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-19.jpeg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-10.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Gráfico informativo com meu histórico de passos”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-10.jpeg[/styled_image] [styled_image size=”small” align=”left” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-15.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Registro de Atividade – Log de Passos”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-55-15.jpeg[/styled_image] [clear]

 

 

[headline h=”1″]Som[/headline]

O som está muito bom, as vozes dos personagens estão claras e o efeito surround é ótimo. Em termos de qualidade de áudio, não posso reclamar! O único problema é que o som é um pouco baixo nos speakers do portátil, mesmo no volume máximo. O mais intrigante é que coloquei Mario Kart do DS para rodar e o som neste jogo ficou bem mais alto.

O volume do áudio não chega a ser um problema se estiver jogando em um ambiente calmo, diria que fica em um nível adequado. Também há sempre a opção de usar fones de ouvido, não é? :)

[clear]

 

 

[headline h=”1″]Jogos do DSi no 3DS[/headline]

Atualmente temos poucos jogos disponíveis para o 3DS, mas felizmente o portátil é compatível com os jogos do seu antecessor. Enquanto não saem novos bons jogos para o 3DS, você pode passar o tempo jogando Final Fantasy, Zelda, Mario e outros grandes lançamentos do DSi. O problema é que a tela do 3DS possui resolução maior que a tela do DSi, então é feito o upscale do jogo, ele fica um pouquinho desfocado. É como jogar PS2 numa tela LCD de alta resolução, não fica tão bonito quanto era na TV antiga. Se preferir, você pode jogar na resolução original, a imagem fica menor mas bem mais nítida.

Os gráficos não ficam tão bonitos quanto no DSi, mas em compensação você pode jogar usando o controle analógico. Movimentar seu personagem em ambientes 3D usando o direcional no DSi sempre me incomodou bastante, quem não fica irritado ao jogar Super Mario 64 DS? Achei perfeito usar o analógico em alguns jogos, em outros, preferi continuar usando o direcional.

[clear]

 

 

[headline h=”1″]Acessório[/headline]

Na caixa encontrei o 3DS, o carregador, um manual bem pesado, os cards para jogos de realidade aumentada e uma dock para carregar o console. A dock é um acessório realmente útil,  ao invés de colocar o 3DS sobre a mesa, você simplesmente o coloca sobre a dock para que ele fique carregando. Assim, sempre que for sair seu 3DS estará com a bateria cheia! Achei muito bacana, ninguém quer ficar encaixando e desencaixando o plug do carregador, é muito mais fácil colocar na dock.

[styled_image size=”small” align=”center” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-54-51.jpeg” lightbox=”yes” alt=”Dock”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/07/Photo-20-07-11-09-54-51.jpeg[/styled_image] [clear]

 

 

[headline h=”1″]Conclusão[/headline]

No começo, fiquei decepcionado com o 3DS por causa do desconforto visual. Depois que passou o desconforto e pude usar mais o aparelho, passei a gostar dele. Poder atualizar o conteúdo dos jogos, brincar com o StreetPass, ser recompensado por caminhar um pouco mais, tudo isso contribuiu para a mudança de opinião.

O 3DS é uma boa aquisição, mas ainda não há muito para se ver aqui, o lançamento foi muito precipitado. Enquanto o DS foi lançado com Mario Kart, New Super Mario e outros jogos, no ocidente o 3DS praticamente só tem Zelda como grande jogo de destaque. Como cada jogo me custa cerca de R$100, então estou indo muito bem comprando apenas um por mês hahaha

Aqui no ocidente estão saindo cerca de 3  novos jogos por mês, a maioria são jogos casuais, nada de impacto. Por este motivo as vendas do 3DS estão abaixo do esperado, mas baseado no histórico dos portáteis da Nintendo, basta lançar um novo Pokemon que as vendas do console disparam hahahaha

Finalizando, se você joga com muita frequência e jogar os jogos do DS não é uma opção para você, eu aconselho esperar. Pelo menos até que saia Mario Kart 3DS  e Super Mario 3DS.

 

 

The Invention of Lying

Nesta segunda-feira me deparei por acaso com o filme “The Invention of Lying” (no Brasil, o filme foi intitulado “O Primeiro Mentiroso”). Lançado em 2009, seus principais atores são Jennifer Garner, Jonah Hill e Ricky Gervais, que também é diretor do filme. O título era interessante, a sinopse medíocre e no geral, não me atraiu muito. Decidi assistir ao filme pois não tinha nada melhor para assistir.

Após assisti-lo, resolvi compartilhar meu veredito. Este é um dos melhores filmes que vi este ano, e olha que não foram poucos. Sendo este um filme relativamente recente, é surpreendente como ele diverte tanto sem abusar de efeitos especiais, coisa que está na moda hoje em dia.

O filme se passa em um mundo onde ninguém conta mentiras, todos falam a verdade o tempo todo. Não sabem o que é mentir, não entendem este conceito, não conseguem imaginar o que é não dizer a verdade. Quando o personagem principal chega ao fundo do poço, ele conta a primeira mentira do mundo e começa a usar sua descoberta em benefício próprio, o que resulta em muita confusão.

Não vou falar muito sobre o filme para não dar spoiler, mas assistam, é uma comédia muito interessante.

Se assistir, volte aqui e diga o que achou – sem dar spoiler, hein. E se tiver um bom filme para indicar, deixe nos comentários, estou sempre precisando de sugestões! :)

 

HD Media Player

Outro dia estava conversando com o @dorgasrocha no Twitter, comentávamos como tecnologia nova é cara. Quando saíram os primeiros DVD players, custavam cerca de R$700, hoje você compra um modelo simples por menos de R$100. O @dorgasrocha comentou que estava aguardando os Blu-Ray Players baixarem o preço, coisa que vem acontecendo há alguns meses. Hoje em dia com os televisores de LCD e LED tão populares e com resoluções tão altas, é um desperdício assistir filmes em baixa resolução – DVDs comuns – que não conseguem aproveitar o máximo que eles oferecem. Por isso, muitos compram Blu-Ray Players para assistirem aos filmes em full HD – resolução de 1920×1080. Filmes em full HD mostram tudo com riqueza de detalhes, você vê melhor seus artistas favoritos, nota a barba mal feita, percebe as rugas que nunca conseguiu ver e pensa: “nossa, como fulano envelheceu!”.

Alguns televisores possuem entrada USB e permitem que você conecte um pendrive com arquivos de vídeo e assista-os diretamente, dispensando players externos. Por causa desta função extra, estes televisores geralmente são mais caros que outros com especificações parecidas e sem esta função. Na minha opinião, não vale a pena investir nestes aparelhos, apesar da Samsung estar melhorando cada vez mais neste aspecto. Além de mais caros, muitos proprietários reclamam da incompatibilidade com diversos arquivos de vídeo, existem televisores que só rodam vídeos em MPEG e não conseguem ler legendas externas (aqueles arquivos srt, por exemplo),  filmes com a popular extensão MKV não podem ser exibidos, você precisaria primeiro converter para MPEG no seu computador. Um saco, tira toda a praticidade que você esperava quando adquiriu a TV.

Daí você me pergunta: Então não tem jeito? Tenho que comprar um Blu-Ray player?
E eu lhe respondo: Não, existe uma ótima alternativa.

Existe o chamado “HD Media Player”. Parece que no Brasil ainda não é muito popular, poucas pessoas conhecem estes aparelhos. Como estou sempre importando coisas e tenho muito contato com produtos de fora, sem querer conheci esta solução no ano passado, nem imaginava que algo assim existia.

 

[headline h=”1″]O que é HD Media Player[/headline]

HD Media Player é um aparelho que consegue reproduzir diversos formatos de vídeo. Alguns possuem HD interno, outros possuem slot para pendrive, cartão SD ou HD externo. É um aparelho relativamente pequeno, bem portátil, muitos são do tamanho de uma case de HD de notebook, aqueles HDs de 2.5″.

As especificações dependem muito do modelo, alguns rodam filmes em resolução HD, de 1280×720. Já outros rodam arquivos de vídeos em resolução full HD, 1920×1080. A compatibilidade de arquivos também varia, mas entre elas existem flv, rmvb, avi, etc.

Irei descrever as características do meu HD Media Player, para lhes servir como base. Ele roda arquivos de vídeo em full HD, é compatível com vídeos flv, mkv, xvid, divx, mp4, wmv, h264, rm/rmvb, entre outros. Também é capaz de reproduzir músicas em MP3. Tem saída RCA, HDMI e componente, entrada para cartão SD e funciona com HD interno, daqueles pequenos de notebook, 2.5″. Ele não vem com o HD, você precisa comprar separadamente.  Ah! Também vem com controle remoto, com ele você pode navegar pelas pastas do HD, selecionar o vídeo que deseja reproduzir, controlar a reprodução e até alternar entre as opções de áudio do vídeo, muito útil para aqueles vídeos dual audio, com áudio em português e inglês, por exemplo.

Comprei este HD Media Player mas não acreditei muito que ele rodaria todos estes formatos, incluindo vídeos mkv em full HD. Há pessoas que compram alguns modelos e dizem que os filmes full HD dão pequenas travadas durante a reprodução, ou que as legendas não conseguem exibir caracteres acentuados. Achei que seria este meu caso, mas me enganei. Fiquei muito supreso e satisfeito! Testei vídeos full HD com mais de 12GB e rodaram perfeitamente, com qualidade impecável, sem travar uma única vez. No caso das legendas, quem é programador está acostumado a trabalhar com charset, então não foi difícil entender o problemar e contorná-lo. Basta abrir o arquivo da legenda e salvar em “unicode”, então todos os nossos queridos caracteres acentuados serão exibidos sem problema algum.

 

[headline h=”1″]fikdik[/headline]

Um Blu-Ray player dos mais baratos custa atualmente R$400. Uma TV LCD de 32″ da Samsung com possibilidade de rodar alguns formatos de vídeo custa cerca de R$1.500.
Quanto custa um HD Media Player que roda os principais formatos de vídeo, com suporte a legendas externas, dual audio, saída HDMI e tudo o mais? Paguei cinquenta dólares no meu, incluindo o envio ;)
Sim, meus queridos, com cerca de R$80 reais você pode adquirir um HD Media Player muito bom, colocar todos os vídeos do seu PC nele e assistir na sua TV até cair tremendo. O modelo que comprei “precisa” comprar um HD separadamente, um HD 2.5″ de 500GB custa cerca de R$170, totalizando R$250. Não vou fazer indicação de onde comprei, não quero me envolver caso você tenha qualquer problema com sua compra. Procure na internet, você achará em muitos sites :)

Voltando, qual a maior vantagem aqui? Você pode ripar todos os seus DVDs e Blu-Rays e levar com você todos seus desenhos, shows, filmes e seriados favoritos, para assistir em qualquer TV, visto que ele tem saída RCA, componente e HDMI. Pode baixar seus animes, colocá-los no HD Media Player e assistir diretamente na sua TV, sem precisar converter nada, sem precisar comprar DVD algum.

Agora, fica minha pergunta. Vocês já conheciam o HD Media Player? Já faz um ano que comprei o meu, será que hoje ele é mais conhecido por aqui?

[styled_image size=”medium” align=”center” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/03/C360_2010-11-27-11-31-02.jpg” lightbox=”yes” alt=”HD Media Player – Atrás”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/03/C360_2010-11-27-11-31-02.jpg[/styled_image] [styled_image size=”medium” align=”center” link=”http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/03/C360_2010-11-27-11-29-26.jpg” lightbox=”yes” alt=”HD Media Player – Frente”]http://www.michaelfrank.com.br/wp-content/uploads/2011/03/C360_2010-11-27-11-29-26.jpg[/styled_image]

 

 

Dropbox

Todo serviço que ainda não possui interface em português demora a “pegar” aqui no Brasil. Um serviço que ainda não é muito conhecido no Brasil é o Dropbox. Um dia decidi dar uma chance a ele e agora não consigo viver sem. O Dropbox já me salvou várias vezes, me poupou de muito retrabalho.

Pretendia fazer deste um tutorial totalmente ilustrado, ensinando passo a passo como se cadastrar e utilizar o serviço. O problema é que o tutorial ficaria desatualizado caso o Dropbox mude novamente o layout ou processo de cadastro, muita gente acabaria perdida ao ver que na imagem exibo uma coisa, mas na prática é outra. Então me desculpem, me limitarei a explicar o que é o serviço, como pode lhes ser útil e os guiarei brevemente para que possam começar a utilizá-lo. Não se preocupem, se cadastrar e instalar o Dropbox é muito fácil.

 

[headline h=”1″]O que é Dropbox?[/headline]

É um serviço de backup distribuído. Você cria uma conta no site, instala o programa deles no seu computador e ele irá criar uma pasta especial no seu HD. Todos os arquivos e pastas que você colocar nesta pasta especial serão sincronizados com o servidor do Dropbox. Você não precisa fazer nada, o programa identifica alterações nos arquivos e no mesmo instante os sincroniza com o servidor, assim você terá um backup sempre atualizado.

Além disso, você pode sincronizar vários computadores ao Dropbox, seu notebook, seu computador de casa e o computador da sua casa na praia. O Dropbox manterá uma cópia de todos os seus arquivos no servidor deles, e cada um dos computadores que você sincronizar terão sempre todos os arquivos no HD, sempre a versão mais atualizada. Um dos computadores adiciona um arquivo, os demais baixam instantâneamente.

O Dropbox também permite que você crie pastas públicas. Fica mais fácil para compartilhar o arquivo da sua fic para o seu beta ler, ou uma galeria de fotos ou uma pasta com os seus trabalhos da universidade, por exemplo. Basta dar o endereço destas pastas ou dos arquivos para os seus amigos e eles poderão visualizá-los e baixá-los. Não tenha medo, se não quiser compartilhar, basta não marcar as pastas como públicas.

 

[headline h=”1″]Casos e idéias de como usar o serviço[/headline]

Quando estou fora trabalho com meu notebook, mas quando estou em casa prefiro trabalhar com meu computador. Antes eu tinha que manter os meus arquivos do trabalho em um HD externo, assim mantinha comigo a última versão dos arquivos, quer eu esteja usando o notebook ou meu PC. Agora com o Dropbox eu não me preocupo! Se estou fora trabalhando com meu notebook, o Dropbox monitora os arquivos que eu altero e sincroniza com o servidor. Quando chego em casa e ligo meu computador, ele automaticamente baixa os arquivos atualizados do Dropbox e eu posso continuar de onde eu parei. Muito prático, se eu conhecesse o Dropbox antes, teria economizado os R$200 do HD externo.

Você também pode baixar a versão portátil dos programas que mais usa e colocar na sua pasta do Dropbox. Caso formate seu computador, ao sincronizá-lo novamente com o Dropbox  poderá utilizá-los com as mesmas configurações. Muitos emuladores são portáteis, você pode colocar na sua pasta junto com as ROMs e nunca perder seus saves.

Também é possível instalar o Dropbox no seu iPad, iPod, iPhone, Android e Blackberry. Neste caso, seus arquivos não serão baixados para o seu aparelho, apenas aqueles que você mandar baixar, evitando encher seu celular com vários gigabytes de arquivos que ele nem consegue rodar. Como pode ser útil ter o Dropbox instalado no seu celular? Você pode tirar fotos e subir diretamente para uma pasta pública para que seus amigos vejam ou pode fazer com que ela fique em uma de suas pastas privadas, que só você tem acesso. Quando chegar em casa, seu computador irá sincronizar com o Dropbox e baixar as fotos para você. Também pode ser útil para baixar um doc ou pdf que você precise no seu trabalho ou escola. Quantas vezes a gente faz um trabalho no computador e esquece de levar o pendrive? Já passei muito por isso nos meus tempos de universitário.

Outra coisa legal é que o Dropbox possui um controle de versão dos seus arquivos! Se você quiser, pode restaurar uma das versões alteriores salvas no Dropbox, ou pode manter a atual e baixar separadamente a versão antiga.

 

[headline h=”1″]Quanto espaço tenho? Como obter mais?[/headline]

O Dropbox oferece 2GB de graça, ou seja, sua pasta não pode ter mais que dois gigabytes. Há planos pagos que aumentam bastante este número, mas também existe um meio de aumentá-lo sem pagar nada, basta divulgar o serviço usando seu link de “referral”. Para cada amigo que se cadastrar usando seu link, você ganha 1GB e seu amigo já começa com 500MB a mais. Você pode ter até 32GB, quando chegar neste ponto, você não ganha mais espaço quando usarem seu link de “referral”.

Quer começar a usar o Dropbox e já começar com 500MB a mais? Cadastre-se usando meu link de referral:  http://db.tt/wAiBT57z

No site há também um tour pelo serviço, completando todos os itens do tour você ganha mais 250MB.

 

[headline h=”1″]Conclusão[/headline]

Já vi literalmente dezenas de casos no Nyah! Fanfiction que poderiam ser resolvidos com o Dropbox. É sempre a mesma coisa, o computador pegou um vírus e perdeu as histórias salvas nele ou formatou e não tem cópia. É melhor se prevenir, não é? O serviço é gratuito e você não perde nada em experimentá-lo.

Gostei tanto do serviço que decidi assiná-lo para ter 50GB a mais. Agora até minhas músicas em mp3 estão salvas, se meu HD deixar de funcionar, basta eu sincronizar o Dropbox em outro HD para recuperar as músicas das minhas bandas favoritas :)

Se você não se dá bem com o inglês, no Conectadores há um tutorial explicando todas as opções do Dropbox: http://www.conectadores.com.br/tutoriais/dropbox

Um novo começo, uma nova plataforma.

Inicialmente eu queria um espacinho para compartilhar idéias, projetos, links, imagens, etc. Achei ótimo o Tumblr, afinal era como um Twitter, mas com mais opções de compartilhamento e opção de usar seu próprio domínio. Era perfeito. Entretanto, após brincar um pouco com ele vi que não era tudo o que eu queria, além de achar insuportável a idéia de não poder alterar seu código. Acho que todo web developer fica frustrado ao utilizar um sistema que não pode customizar até onde lhe der na telha.

Vi que realmente precisava de um CMS – content management system – mas não tenho tempo ou vontade de desenvolver um do zero, seria o mesmo que reinventar a roda! Com tantos CMS robustos disponíveis gratuitamente na internet, era absurdo eu desenvolver um do zero. Nem para meus clientes eu desenvolvo CMS do zero, a menos que seja algo muito diferente do que já existe. Geralmente apresento as plataformas que atendem aos requisitos, faço a instalação, contrato designers, aplico temas, ensino a utilizar a ferramenta e cobro apenas pela consultoria.

Bem, após a decisão de abandonar o Tumblr e avaliar os diversos CMS que existem, para o meu caso achei que o WordPress era a melhor solução. É muito flexível, existem plugins para quase tudo o que se imagina e posso instalar no meu servidor e alterar até o último ponto-e-vírgula do código! Ah, liberdade!

No Tumblr o foco são posts curtos, já no WordPress tudo te leva a criar posts um pouco mais longos. Decidi utilizar isso para focar  mais em tutoriais, coisas que eu acho normal e que utilizo todos os dias, mas que muitas pessoas sequer imaginam que seja possível. É engraçado como as pessoas utilizam a internet mas não se aprofundam nas possibilidades. Para quase toda dificuldade que você encontra, possivelmente existe um plugin ou macete para contorná-la. Tem muita gente que acessa sites com conteúdo disponível para download, mas na hora de baixar aparecem aqueles protetores de link pedindo para você inserir seu celular. Poxa, ali você chega a perder R$5 se inserir e confirmar o número do seu celular! Sei que os webmasters precisam de dinheiro para manter o site, mas não acho válido utilizar este tipo de sistema.

Lembro que passei o endereço de um site pro meu pai, depois ele reclamou que para baixar lá precisava inserir o número do celular e desistiu do site. O site tinha material difícil de encontrar na internet, mas ele desistiu dele  porque não conseguia baixá-lo. Muita gente conhece esquemas para burlar estes protetores de links, mas muitos acham que são obrigados a inserir o número do celular para acessar o conteúdo, como o meu pai. Por isso postarei tutoriais diversos, além das groselhas pessoais e sem qualquer utilidade pública. Espero lhes ajudar com estes posts, se encontrarem algo útil, divulguem, afinal, muita coisa que nos parece óbvia pode ser a salvação de algum colega :)